Werther Santana/Estadão
Werther Santana/Estadão

Após vaias na derrota para o Santo André, corintianos pedem apoio da torcida

Alvinegros não saem da Arena satisfeitos após derrota do Corinthians por 2 a 0

Gonçalo Junior, O Estado de S. Paulo

11 Fevereiro 2017 | 23h46

O primeiro jogo oficial do Corinthians em Itaquera em 2017 terminou sob vaias de quase 18 mil pessoas. Após falhas da defesa, setor que mostrava regularidade no início da temporada, e um pênalti desperdiçado por Jô, o Corinthians perdeu por 2 a 0 para o Santo André jogando em casa na noite deste sábado.

Para os jogadores, a derrota não pode comprometer a sequência do trabalho.  “Não é uma derrota que vai jogar o trabalho por água abaixo. A torcida tem direito de vaiar, mas o time correu. Pecamos nas finalizações”, disse o atacante Jô, que perdeu uma penalidade no primeiro tempo, quando o time já perdia por 1 a 0.

O meia Rodriguinho, um dos poucos jogadores de atuação razoável, pediu apoio dos torcedores. “Ainda tem muito campeonato pela frente e precisamos do apoio deles. Foi um jogo de ataque contra defesa”, comentou o jogador. "Eles acharam um gol e se fecharam lá atrás. Tivemos uma falha e eles aproveitaram", completou.

O time mostrou problemas recorrentes, como a dificuldade para organizar as jogadas e falta de aproximação dos meias com o atacante. O único meio de chegar ao gol do rival foram as jogadas aéreas, que pouco renderam. Curiosamente, o meia Jadson, a grande esperança de criatividade, foi apresentado no início do duelo, mas acompanhou o jogo da tribunas, pois ainda está fora de forma e não tem data para estrear. Após a vitória na estreia contra o São Bento por 1 a 0, o Corinthians sofreu a primeira derrota do ano neste sábado. O próximo jogo será quarta-feira, diante do Novorizontino, novamente na Arena Corinthians. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.