Após velório, corpo de Carlos Alberto Torres é levado em caminhão dos Bombeiros

Capitão do Tri será enterrado no cemitério do Irajá, no Rio de Janeiro

Marcio Dolzan, O Estado de S.Paulo

26 Outubro 2016 | 10h04

Terminou por volta das 9h30 desta quarta-feira o velório do Capitão do Tri, Carlos Alberto Torres, na sede da CBF, localizada na zona oeste do Rio. O caixão com o corpo do ex-jogador, que faleceu vitimado por um enfarte na manhã de terça-feira, foi colocado em um caminhão do Corpo de Bombeiros para ser trasladado para o cemitério do Irajá, onde será sepultado às 11 horas.

O velório foi realizado no auditório da sede da CBF, onde costumam ocorrer as convocações da seleção brasileira, desde às 21h45 de terça. Ex-jogadores, técnicos, dirigentes e familiares acompanharam o ato para prestar uma última homenagem ao capitão da seleção na conquista do tricampeonato mundial.

Último jogador a erguer o troféu de campeão do mundo pelo Brasil, o também ex-lateral direito Cafu foi um dos que estiveram presentes ao velório de Carlos Alberto Torres.

"É um dia muito triste para o futebol mundial. Ele é um ídolo e uma das maiores referências", disse Cafu. Ele lembrou ainda o gesto de Carlos Alberto de beijar a taça Jules Rimet após o título conquistado no México. "Foi nosso maior capitão", concluiu.

 

Mais conteúdo sobre:
CBF Jules Rimet Carlos Alberto Torres

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.