Sirli Freitas/Chapecoense
Sirli Freitas/Chapecoense

Após vencer Santos, Chapecoense quer embalar para deixar zona do rebaixamento

Time catarinense tem 37 pontos e pode deixar o Z-4 em caso de vitória sobre o Botafogo

Estadão Conteúdo

15 de novembro de 2018 | 08h06

Ainda nas últimas posições do Brasileirão, a Chapecoense tenta embalar nesta reta final do campeonato após vencer o Santos no Pacaembu, no início da semana. A equipe catarinense quer repetir a dose contra o Botafogo, nesta quinta-feira, às 17 horas, na Arena Condá, para deixar a zona da degola.

O elenco foi muito elogiado pela entrega contra o Santos e o técnico Claudinei Oliveira quer manter esse pegada. "A vitória lá em São Paulo vai valer se vencermos agora. Temos que dar o máximo, nos entregar como segunda-feira. Não só quem jogou, mas quem estava no banco interessado no jogo. Temos que fazer acontecer. Foi maravilhoso, mas passou", alerta o treinador.

Com 37 pontos, a Chapecoense pode sair da zona se vencer o Botafogo em casa, mas ainda precisa torcer por tropeço de um dos rivais. O único desfalque vai ser o volante Márcio Araújo, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Claudinei já adiantou que Elicarlos começa o jogo no time titular.

"Se não tiver nada anormal é Elicarlos no lugar do Márcio. Teria o Barreto, até com mais ritmo, mas a experiência do Eli é importante". No restante, deve ser o mesmo time, com Wellington Paulista mantido no ataque ao lado de Leandro Pereira, artilheiro do último jogo. Foi a primeira vitória fora de casa no Brasileirão.

A Arena Condá deve estar lotada com a promoção de ingressos, que variam de R$ 10 (arquibancada) a R$ 100 (cadeira).

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.