Após viagem desgastante, Ponte Preta ganha folga

Após ficar quase uma semana longe de casa, a delegação da Ponte Preta finalmente retornou a Campinas nesta quinta-feira. Visivelmente desgastados, os jogadores passaram no Estádio Moisés Lucarelli apenas para pegar o carro: todos ganharam folga até a tarde desta sexta, quando começa a preparação para enfrentar o Vasco, no domingo, pelo Brasileirão.

AE, Agência Estado

24 de outubro de 2013 | 19h46

Um dos poucos a conceder entrevista, o goleiro Roberto comemorou o tempo de descanso. Principalmente após a desgastante viagem até San Juan de Pasto, na Colômbia, onde a Ponte perdeu para o Deportivo Pasto por 1 a 0, na última terça-feira, e garantiu a vaga nas quartas de final da Copa Sul-Americana - enfrentará o Vélez Sarsfield, da Argentina. "Agora é tentar descansar para o jogo de domingo", afirmou o jogador.

A maratona da delegação da Ponte Preta começou ainda na sexta-feira, quando embarcou para o Rio, onde enfrentou o Fluminense na noite de sábado, pelo Brasileirão. Depois disso, não voltou mais a Campinas, ficando praticamente sem treinar no período. A viagem para a Colômbia aconteceu na madrugada de domingo.

O problema maior foi a viagem de Bogotá para San Juan de Pasto. Na primeira tentativa, na segunda-feira, o avião não conseguiu pousar por conta das condições climáticas. Na terça, dia do jogo, a aeronave sofreu com fortes turbulências e precisou arremeter o pouso uma vez para evitar um acidente. "Foi a pior viagem da minha vida. Espero não precisar voltar para Pasto", brincou Roberto.

Após o descanso, os jogadores voltarão a se concentrar totalmente no Brasileirão, já que o Vasco é considerado um concorrente direto na luta contra o rebaixamento. Enquanto a Ponte está com 30 pontos, o rival carioca aparece com 33. Para ajudar o time a sair com a vitória no Estádio Moisés Lucarelli, a diretoria faz promoção na venda de ingressos, ao custo de R$ 2,00 cada.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPonte Preta

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.