Marcos de Paula/AE
Marcos de Paula/AE

Após visita, Jérôme Valcke sente 'espírito da Copa do Mundo' no Brasil

Secretário-geral da Fifa fez vistorias em Manaus e Cuiabá e participou de reunião do COL, no Rio

AE, Agência Estado

31 de agosto de 2012 | 12h26

ZURIQUE - O secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, voltou a elogiar os preparativos do Brasil para a Copa do Mundo de 2014. Depois da visita recém-encerrada, em que realizou vistorias em duas cidades (Manaus e Cuiabá) e participou de reunião do Comitê Organizador Local (COL) no Rio, o dirigente exaltou o andamento das obras e, principalmente, o "espírito" da população.

"Em minha recém-encerrada visita ao Brasil, pude sentir que o espírito da Copa do Mundo está tomando conta do país que respira futebol em praticamente todas as esferas da vida", escreveu Valcke, em sua coluna mensal no site da Fifa.

O dirigente já havia feito um balanço da visita, no qual apontou que "a organização está no caminho certo", mas admitiu a preocupação com atrasos em Recife. Se a capital pernambucana é um problema, Valcke não poupou elogios a Cuiabá, exaltando não só o andamento das obras como também o comportamento dos cidadãos locais.

"Cidades como Cuiabá me deixam bastante confiante de que os moradores das sedes não apenas terão boas lembranças da grande festa futebolística de 2014, como também poderão sentir um legado tangível - desde a infraestrutura até a capacitação profissional - para muito além do apito final. As cidades sede compreenderam como se beneficiar da competição e como transformar a oportunidade de receber o maior evento esportivo do mundo em um motor para melhorias em todas as áreas", comentou.

Outro fato que agradou o secretário-geral da Fifa foi a participação dos brasileiros no Programa de Voluntários para a Copa das Confederações de 2013 e a Copa do Mundo do ano seguinte. Em 10 dias, já são 95.477 candidatos, um recorde na história da Fifa. Para o Mundial de 2006, na Alemanha, foram 48 mil pretendentes. E em 2010, na África do Sul, a marca atingida foi de 70 mil.

"A esmagadora mobilização de mais de 95 mil pessoas interessadas em atuar como voluntárias no torneio confirma o entusiasmo de viver a experiência de uma Copa do Mundo na meca do futebol, ou seja, no país pentacampeão mundial. Esse número de inscritos, aliás, foi o mais expressivo da história do programa de voluntariado, um claro sinal de que os brasileiros mal podem esperar para participar da maior celebração do futebol", disse o dirigente.

De volta a Zurique, Valcke já tem dia agendado para seu retorno ao Brasil. Ele fará novas visitas às cidades sede, incluindo vistorias no Rio de Janeiro e em Belo Horizonte, entre os dias 16 e 18 de outubro. "Estou ansioso para ver os últimos avanços no Maracanã", afirmou.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCopa 2014Jérôme Valcke

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.