José Méndez/EFE
José Méndez/EFE

Após vitória, Argentina celebra classificação às quartas sem sofrer gols

Seleção de Messi avançou na Copa América com um triunfo por 2 a 0 sobre o Catar neste domingo

Redação, Estadão Conteúdo

23 de junho de 2019 | 19h27

A classificação da Argentina às quartas de final da Copa América veio com a primeira vitória e também o primeiro jogo em que a equipe não foi vazada na competição. Ainda que cometendo alguns erros defensivos, a equipe superou o Catar por 2 a 0, na Arena do Grêmio, pela rodada final do Grupo B, neste domingo.

Após o confronto, o meio-campista Rodrigo de Paul destacou o forte início da Argentina na partida, o que rendeu um gol de Lautaro Martínez, logo aos três minutos do primeiro tempo, após a defesa do Catar sair jogando errado. E o jogador da Udinese também destacou que a equipe não foi vazada, ao contrário do que havia acontecido na derrota para a Colômbia (2 a 0) e no empate com o Paraguai (1 a 1).

"Nós pressionamos desde o primeiro minuto, procuramos a bola, precisávamos controlar a partida. Que bom que saiu o gol. Sabíamos que eles jogavam muito bem, que têm uma ideia de jogo que já é preparada há anos. Creio que o importante é que não sofremos gols", disse De Paul.

Autor do primeiro gol, Martínez endossou o discurso do companheiro. "A ideia era pressioná-los na saída de bola, com muitos jogadores desde o começo. Por isso, conseguimos o gol. Depois buscamos ampliar e, quase no fim, conseguimos", afirmou po atacante. "O gol saiu cedo e pudemos trabalhar com mais tranquilidade. A pressão era enorme, tínhamos de vencer para se classificar e estamos felizes. Agora temos de trabalhar ainda mais", completou.

Com o triunfo, a Argentina chegou aos quatro pontos e fechou a sua participação no Grupo B da Copa América em segundo lugar. O seu próximo adversário vai ser a Venezuela, em partida marcada para sexta-feira, no Maracanã.

FAMÍLIA DE MESSI NO ESTÁDIO 

Messi passou em branco neste domingo, teve atuação regular, chegando a desperdiçar uma oportunidade clara no segundo tempo, mas teve torcida especial na Arena do Grêmio. A mulher do jogador, Antonela Roccuzzo, e os três filhos do casal, Thiago, Mateo e Ciro, estiveram presentes ao estádio na véspera do aniversário de 32 anos do craque.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.