Rafael Ribeiro / Vasco
Rafael Ribeiro / Vasco

Após vitória do Vasco, Léo Jabá condena agressão de torcedores

Carro do atacante foi alvo de pedras após derrota para o Avaí no meio da semana

Redação, Estadão Conteúdo

19 de junho de 2021 | 23h49

Um dos destaques do Vasco na vitória por 3 a 0 para cima do CRB, neste sábado, em São Januário, pela quinta rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, Léo Jabá desabafou após a partida. O jogador teve seu carro alvejado por pedras depois da derrota para o Avaí, na última quarta-feira.

"Vou repetir o que acabei de falar. Ninguém vem aqui para brincar. Você recebe para dar o seu melhor. Ninguém está de sacanagem. Fiquei assustado, sim. Por isso fiz um post (em redes sociais). Cobrar, o torcedor está no direito. Mas imagina se uma pedra pega na minha cabeça, perco o controle, atropelo alguém. Tinha uma mãe e uma criança passando. A gente veste uma camisa pesada. Mas agressão não sou a favor", declarou o jogador.

O time carioca vinha sendo pressionado, já que havia conquistado apenas uma vitória nos quatro primeiros jogos da Série B. No entanto, o triunfo contra o CRB alivia a pressão em cima dos jogadores e do técnico Marcelo Cabo.

"Os últimos tempos não foram fáceis. E o gol veio em um momento bom. Um cobrando o outro, ajudando, a gente tem um elenco forte, capacitado, mas as coisas não vinham acontecendo. A culpa não é da comissão. Somos homens, temos famílias, toda a estrutura para trabalhar. A gente vem para chegar no dia e conquistar os três pontos. Quero agradecer a Deus, meus companheiros, gol é sempre bom, a assistência", contou.

O time carioca vinha sendo pressionado, já que havia conquistado apenas uma vitória nos quatro primeiros jogos da Série B. No entanto, o triunfo contra o CRB alivia a pressão em cima dos jogadores e do técnico Marcelo Cabo.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolVascoLéo Jabá

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.