Após vitória, Dorival festeja reação do Atlético-MG

O Atlético venceu o América por 3 a 1, neste domingo, em Sete Lagoas, e deu um bom passo para se garantir na final do Campeonato Mineiro. O time, porém, sofreu para conquistar o resultado, pois saiu atrás no placar e só fez os dois últimos gols do triunfo no segundo tempo. Após o confronto, o técnico Dorival Júnior festejou a reação da sua equipe.

AE, Agência Estado

25 de abril de 2011 | 10h27

"A mudança de postura do time foi o que fez com que conseguíssemos a virada", afirmou o treinador, antes de lembrar que o Atlético não foi feliz na primeira etapa do duelo. "O gol do primeiro tempo nós achamos e foi muito mais em razão da insistência da equipe de tentar modificar alguma coisa, mas sem organização, sem aquele padrão que sempre tivemos. Com isso, voltamos para o segundo tempo mais bem posicionados, ajeitamos a nossa marcação e passamos a ter mais a posse de bola. Tudo isso foi importante", reforçou.

Com a vitória por 3 a 1, o Atlético poderá até perder por dois gols de diferença no confronto de volta da semifinal com o América, pois realizou melhor campanha na primeira fase. Autor do segundo gol do triunfo atleticano, Neto Berola festejou a conquista da confortável vantagem.

"Estou muito feliz com a vitória. Conseguimos fazer um bom jogo no segundo tempo e a equipe está de parabéns porque foi um belo resultado. Acho que a vontade da equipe foi fundamental. Saímos atrás no marcador, mas a gente sabia que era capaz de vencer, teve cabeça para se recuperar, fazer mais dois gols e conseguir uma vantagem muito boa no segundo jogo", disse o atacante.

Dorival Júnior, porém, conteve a empolgação ao enfatizar que o Atlético ainda não garantiu vaga na decisão. "Temos que ter essa consciência, esse equilíbrio, acima de tudo, e ter na cabeça que as coisas ainda não acabaram. Por isso, a preparação dessa semana será ainda mais forte, em busca das correções", disse o comandante.

"É uma vantagem apenas. Ainda teremos 90 minutos e 90 minutos decisivos onde tudo pode acontecer, por exemplo, você sofrer um gol logo no início ou perder um jogador. Muitas coisas podem acontecer, então, o futebol não permite relaxamento e, por isso, temos que estar atentos", acrescentou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.