Após vitória por 3 a 0, Mano acha que Cruzeiro podia ter ganhado por mais

Treinador aproveitou o confronto para poupar alguns de seus titulares

Estadao Conteudo

16 de março de 2017 | 09h54

O Cruzeiro sobrou no mata-mata contra o Murici, pela terceira fase da Copa do Brasil. Venceu por 2 a 0 no interior de Alagoas e confirmou a classificação ganhando novamente no Mineirão, desta vez por 3 a 0, na quarta-feira à noite. O técnico Mano Menezes, claro, ficou satisfeito, mas não negou que o placar poderia ter sido mais elástico.

"A equipe fez os gols que precisava fazer, 5 a 0 na disputa com o Murici. Teve um volume de jogo que poderia terminar com um placar mais elástico. Mas, também, se fizéssemos seis, não iríamos mudar a avaliação que temos dessa disputa. As coisas terminaram bem, é assim que tem que ser", festejou.

A vitória desta quarta-feira veio fácil apesar de Mano ter escalado um time misto, sem Henrique, Manoel e Arrascaeta, todos poupados. "É possível a gente recuperar os atletas da maneira que estamos fazendo. Quando alguns completarem uma série muito grande, retiramos, como foi o caso do Henrique e do Arrascaeta", explicou o treinador.

Mano também explicou seu planejamento para não desgastar o elenco. "Daqui dois jogos, teremos Arrascaeta e Caicedo fora, por causa das seleções. Por isso, o Manoel foi poupado. Henrique vinha em uma série muito grande e estava na hora de respirar um pouco."

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCopa do BrasilCruzeiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.