Após volta de Dorival, Marcelo Fernandes admite que pode deixar o Santos

Responsável por comandar o Santos após a demissão do técnico Enderson Moreira, Marcelo Fernandes voltou a ser auxiliar com a chegada de Dorival Júnior, mas pode deixar o clube em breve. Ele admite que, se aparecer uma proposta para assumir algum clube, pode resolver se aventurar e voltar a ser um técnico efetivo.

DANIEL BATISTA, Estadão Conteúdo

13 de julho de 2015 | 10h33

"Foi dada a oportunidade e eu agarrei. Meu nome está gravado na história do clube e, se aparecer uma proposta, vou seguir a minha carreira", disse o auxiliar, em entrevista ao canal BandSports. Vale lembrar que sob o comando de Marcelo Fernandes o Santos conquistou o Campeonato Paulista, derrotando o Palmeiras na decisão.

Caso realmente deixe o clube, Marcelo Fernandes pode repetir o que fez Edinho, que era auxiliar-técnico da equipe, mas recebeu convite para dirigir o Mogi Mirim e resolveu sair. Pouco depois, foi demitido. Atualmente, a comissão técnica alvinegra está "inchada".

O clube tem em sua comissão fixa mais um auxiliar, além de Marcelo Fernandes, caso de Serginho Chulapa, e dois preparadores físicos, Carlito Macedo e Marco Alejandro. Além disso, o técnico Dorival Júnior chegou com seu filho Lucas Silvestre para ser mais um assistente e levou Celso Rezende para trabalhar na preparação dos jogadores.

Marcelo Fernandes chegou ao Santos em 2010, contratado por indicação de Muricy Ramalho. Trabalhou ainda nas comissões técnicas de Claudinei Oliveira, Oswaldo e Enderson Moreira. No total, dirigiu a equipe em 27 jogos, nos quais contabilizou 12 vitórias, seis empates e nove derrotas.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSantos FCMarcelo Oliveira

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.