Epitacio Pessoa/Estadão
Epitacio Pessoa/Estadão

Aposentado, Deco terá despedida de gala em Portugal

Jogo amistoso será disputado entre Porto de 2004 contra Barcelona de 2006, equipes que marcaram carreira do jogador

O Estado de S. Paulo

17 de maio de 2014 | 12h20

SÃO PAULO - No dia 26 de agosto de 2013, um dos maiores campeões da história de Portugal encerrou a carreira como jogador de futebol. Com diversos títulos por onde passou, Deco retornará aos campos portugueses para se despedir do clube onde alcançou projeção e respeito internacional. Após a Copa do Mundo, no dia 25 de julho, no Estádio do Dragão, Deco será homenageado em um amistoso entre as equipes onde conquistou os maiores títulos da carreira: Porto de 2004 x Barcelona de 2006.

Entre os convidados estão Ronaldinho Gaúcho, Lionel Messi e Frank Rijkkard, pelo lado do Barcelona e Benni McCarthy, Vitor Baía e José Mourinho, pela equipe de Portugal. Além de outras estrelas que fizeram parte das equipes campeãs europeias na época.

Deco fez história em Portugal, mas, foi no Brasil que Anderson Luís de Souza deu seus primeiros passos como jogador de futebol. Em 1995, o meia saiu dos terrões para a equipe profissional do Corinthians, onde acabou campeão paulista dois anos mais tarde. Fez apenas dois jogos, antes de se transferir para o CSA, onde também foi campeão estadual. A partir de então, iniciou a caminhada para conquistar os portugueses.

Contratado pelo Benfica, Deco não teve chance de jogar pela equipe de Lisboa e acabou emprestado para o Alverca, seguido do Salgueiros. Em 1999, desembarcou em Porto, onde mudou de vez a carreira. Em seis anos pela equipe portuguesa foram onze títulos, entre eles, a Copa da Uefa 2003 e a Liga dos Campeões de 2004, além de três campeonatos nacionais.

Foi para o Barcelona em 2005 e continuou a trajetória de sucesso. Ao lado de Ronaldinho Gaúcho, conquistou dois campeonatos espanhóis e uma Liga dos Campeões em 2006. Ainda teve futebol para gastar na Inglaterra, em passagem pelo Chelsea, onde venceu um campeonato inglês e duas copas. Após doze anos de sua saída, retornou ao Brasil para jogar no Fluminense, onde foi campeão carioca e bicampeão brasileiro.

Sem espaço na seleção brasileira, Deco foi convocado para jogar por Portugal, e, apesar das críticas no início, se tornou um dos mais importantes jogadores da história da seleção portuguesa. Estreou com gol e vitória contra o Brasil, em amistoso realizado em 2002. Foi a primeira vitória dos portugueses contra brasileiros desde a Copa do Mundo de 1966. Ainda disputou duas Eurocopas e duas Copas do Mundo por Portugal.

As lesões que atrapalharam a carreira do jogador ao longo dos anos foram determinantes para a aposentadoria em 2013.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.