Marcelo Cortes/Flamengo
Marcelo Cortes/Flamengo

Aposentado dos gramados, Juan recebe maior honraria do Estado do Rio

Zagueiro se emociona durante homenagem feita na Gávea, sede social do Flamengo

Redação, O Estado de S.Paulo

22 de maio de 2019 | 15h09

O agora ex-zagueiro Juan não para de ser lembrado por tudo o que fez no futebol. Aposentado oficialmente dos gramados no final de abril, o ex-jogador do Flamengo já recebeu uma série de homenagens do clube e agora foi a vez de receber a maior honraria do Estado do Rio de Janeiro. Nesta quarta-feira, na Gávea, sede social do time rubro-negro, foi agraciado com a medalha Pedro Ernesto, principal comanda dada pelo governo para os cidadãos que se destacam na sociedade brasileira ou internacional.

Com a presença do presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, do vice-governador Cláudio Castro e do vereador e presidente da Comissão de Esportes da Câmara do Rio de Janeiro, Felipe Michel, o ex-zagueiro se emocionou e disse estar honrado de fazer parte deste seleto grupo de pessoas homenageadas pelo prêmio.

"Muito obrigado por todas as palavras e homenagens que estão fazendo, me sinto muito honrado e feliz com tudo isso. Não se trata de uma homenagem só pelo que fiz em campo, mas pelo meu comportamento fora dele. Não tinha um lugar melhor para receber essa homenagem do que aqui na Gávea, dentro do clube onde sempre foi a minha segunda casa, a extensão do que meus pais me ensinavam dentro do ambiente familiar", destacou.

Rodolfo Landim, que recebeu o prêmio de cidadão benemérito do Rio de Janeiro na cerimônia, salientou em seu discurso a importância de Juan para a história do Flamengo e confirmou que o ex-zagueiro começará um estágio e trabalhará no clube a partir dos próximos meses.

"É um enorme prazer participar desta cerimônia que homenageia o Juan. Já ganhei a medalha Pedro Ernesto um dia e me emocionei muito. Para mim é um motivo de grande satisfação de estar aqui fazendo parte dessa homenagem ao Juan, que foi um jogador e que tem uma relação enorme com a Nação Rubro-Negra. Craque o Flamengo faz em casa e você foi um craque feito em casa. Teve um desempenho brilhante, não só dentro de campo mas como profissional fora de campo também. Continuar podendo contar com você no clube é motivo de grande satisfação", disse o dirigente.

Juan disputou 332 jogos pelo Flamengo, marcou 32 gols e divide com Junior Baiano a melhor marca de maiores zagueiros artilheiros do clube da Gávea. Além disso, disputou duas Copas do Mundo.

Tudo o que sabemos sobre:
FlamengofutebolJuan

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.