Rafael Ribeiro/CBF
Rafael Ribeiro/CBF

Apresentação tardia de 'estrangeiras' preocupa Vadão antes da Copa América

Treinador iniciou preparação para competição na semana passada, mas ainda não conta com elenco completo

Estadão Conteúdo

20 de março de 2018 | 14h26

O técnico Vadão está liderando a preparação final da seleção brasileira feminina de futebol para a Copa América desde a semana passada, na Granja Comary, em Teresópolis (RJ). Mas ainda não conta com o elenco completo que foi convocado para a principal competição da seleção neste ano.

+ Sem estrelas, Vadão convoca 15 jogadoras para período de treinos da seleção

As jogadoras que atuam fora do país só devem se apresentar no fim desta semana, embora o treinador esperasse vê-las em campo já nesta quarta. "Agora tem que esperar as atletas de fora do país chegar para a gente juntar o grupo todo. A ideia era que chegassem dia 21, mas negociamos com cada clube", diz Vadão.

 

Segundo o treinador, cada caso foi negociado diretamente com os clubes em razão da proximidade de jogos importantes. "Na Espanha, por exemplo, tem jogo dia 22. Nos Estados Unidos, tem jogo de estreia da temporada dia 24, então chegam depois. Foi tudo conversado."

Vadão, contudo, não esconde a preocupação com eventuais desgastes físicos das jogadores com seus times. "Teremos a precaução para que não haja desgaste. E as que estão aqui estão muito bem preparadas", declarou o técnico, já pensando na reta final do trabalho. "Será apenas ajustar a parte tática com aquelas que vão chegar e fazer de tudo para que até o dia 5 todas estejam no mesmo nível."

A Copa América terá início no dia 4 de abril, no Chile. O Brasil está no Grupo B, ao lado de Argentina, Equador, Venezuela e Bolívia. A estreia será contra as argentinas no dia 5, no estádio Coquimbo.

A Copa América classifica duas seleções para a Copa do Mundo da França, em 2019. O terceiro colocado terá o direito de disputar a repescagem com uma seleção da Concacaf. As duas melhores seleções também se garantem nos Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020, e os quatro mais bem classificados vão aos Jogos Pan-Americanos de Lima, em 2019.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.