Enric Fontcuberta/EFE
Enric Fontcuberta/EFE

Apresentado como secretário técnico, ex-jogador Abidal festeja volta ao Barcelona

Francês teve passagem bastante vitoriosa pelo clube catalão

Estadão Conteúdo

19 Junho 2018 | 17h46

Oficialmente apresentado nesta terça-feira como novo secretário técnico do Barcelona, o ex-jogador francês Eric Abidal comemorou o fato de ter acertado o seu retorno ao clube para trabalhar em uma nova função, depois de ter defendido a equipe catalã como lateral-esquerdo entre 2007 e 2013.

+ Arsenal anuncia contratação de goleiro alemão do Bayer Leverkusen

"Estou contente de voltar para esta casa. É um prazer para mim voltar ao Barcelona. Quero agradecer ao clube por ter apostado em mim para um cargo tão importante", ressaltou Abidal, que trabalhará junto com o treinador Ernesto Valverde para a montagem do elenco para a próxima temporada europeia.

Durante o período em que atuou pelo Barça, o francês que hoje está com 38 anos enfrentou um grande drama pessoal. Em 2011, ele descobriu um tumor no fígado e precisou receber um transplante. Depois de deixar o time catalão, o jogador ainda atuou por Monaco e Olympiacos, time grego pelo qual encerrou a carreira em dezembro de 2014.

Após se aposentar dos gramados, Abidal passou a ocupar o cargo de embaixador do Barcelona e tinha como função representar o clube em atos institucionais, assim como também já trabalhou como diretor técnico das academias de futebol do time catalão.

Agora como secretário técnico, ele espera utilizar a experiência de quem sabe bastante sobre como é o universo dos atletas do futebol e seu ambiente de trabalho. "Conheço muito bem o vestiário, o que se necessita no dia a dia, a gestão de contratos. Também tenho contatos e alguns valores que posso dividir com os jogadores", enfatizou.

Como jogador, Abidal ajudou o Barcelona nas conquistas de quatro títulos do Campeonato Espanhol, de duas Copas do Rei, de duas Ligas dos Campeões, de quatro Supercopas da Espanha, de duas Supercopas da Europa e de dois Mundiais de Clubes da Fifa.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.