Lucas Merçon/Fluminense FC
Lucas Merçon/Fluminense FC

Apresentado no Fluminense, Paulo Ricardo destaca versatilidade em campo

Zagueiro chegou nesta quarta-feira ao clube, contratado junto ao Sion-SUI por empréstimo

Estadão Conteúdo

08 Agosto 2018 | 18h09

Contratado pelo Fluminense por empréstimo junto ao Sion, da Suíça, o zagueiro Paulo Ricardo foi apresentado na tarde desta quarta-feira no CT Pedro Antonio. Em sua primeira entrevista coletiva pelo novo clube, o defensor destacou a versatilidade que tem em campo e brincou com o fato de o seu nome ser o mesmo que o do cantor famoso, que também é torcedor do Fluminense.

"Cresci como volante, virei zagueiro no meu último ano de base. Subi para o profissional revezando entre zaga e volante. Faz um tempo que não jogo assim, mas não deve ser problema, caso seja necessário, e acredito que não vai demorar para estar apto a jogar", disse o jogador, que foi revelado pelo Santos em 2014.

O defensor disse que gostou das brincadeiras da torcida em relação ao cantor homônimo, mas preferiu não atender ao pedido dos torcedores, que enviaram mensagens ao jogador para que ele escolhesse a camisa 43, em referência à música "Olhar 43", do cantor. Paulo Ricardo vestirá a 32 no Flu.

"O meu nome ser Paulo Ricardo é apenas coincidência. Mas a ideia da torcida do número da minha camisa ser 43 em referência à música foi mais legal pelo cantor ser torcedor do Fluminense. Achei muito legal, falei com meus amigos, dei risada", contou.

Além da polivalência, o jogador diz ter como um dos pontos fortes a velocidade e a força no jogo aéreo. Ele chega ao Flu para suprir as ausências dos zagueiros Renato Chaves, Nathan Ribeiro e Luan Peres, que se transferiram para Al Wehda, da Arábia Saudita, Kashiwa Reysol, do Japão, e Club Brugge, da Bélgica, respectivamente.

O novo reforço terá de brigar por vaga entre os titulares com Gum, Digão, Frazan e Ibañez. "A velocidade é uma das minhas principais características. Procuro sempre estar perto dos atacantes, ir bem no jogo aéreo. Me apresentei ao treinador, mas ainda não conversamos sobre minhas características, ainda vou treinar com o grupo. Vai ter tempo para isso", ressaltou.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.