Stefano Rellandini/Reuters
Stefano Rellandini/Reuters

Apresentado oficialmente, Honda diz que realiza sonho em atuar pelo Milan

Ex-jogador do CSKA vestirá a camisa 10 da tradicional equipe de Milão

Agência Estado

08 de janeiro de 2014 | 12h37

MILÃO - O meia Keisuke Honda foi apresentado nesta quarta-feira como reforço do Milan e afirmou que sempre soube que um dia jogaria no Campeonato Italiano e vestindo a camisa de número 10. O japonês chegou ao clube gratuitamente, após passagem pelo CSKA Moscou, e assinou um contrato por três anos e meio.

"Eu sabia que um dia o meu sonho se realizaria", disse. "Quando era (camisa) 12, eu escrevi em um papel que um dia iria jogar no Campeonato Italiano com o número 10", disse Honda, que vai receber 2,7 milhões de euros (aproximadamente R$ 8,7 milhões) anuais.

Apenas em 11º lugar no Campeonato Italiano, o Milan espera que Honda possa ajudar o clube a ter um segundo turno melhor. Ele vai se juntar a Kaká e Mario Balotelli no setor ofensivo e, provavelmente, vai fazer a sua estreia contra o Sassuolo, fora de casa, no próximo domingo.

"Eu não acho que o time esteja em condição ruim", disse Honda, que assistiu a vitória do Milan por 3 s 0 sobre a Atalanta na segunda-feira das arquibancadas. "Eu vi o jogo outro dia e nós fomos muito bem. E podemos ainda, provavelmente, melhorar muito".

Honda marcou 28 gols em 127 jogos disputados pelo CSKA. Ele também já entrou em campo 52 vezes pela seleção japonesa, com 20 gols marcados.

Tudo o que sabemos sobre:
FutinterfutebolMilanHonda

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.