Marcio Cunha / Chapecoense
Marcio Cunha / Chapecoense

Apresentado, Pintado promete trabalho '24 horas por dia' para salvar Chapecoense

Treinador estreia na próxima segunda-feira contra o Grêmio, que também está na zona de rebaixamento

Redação, Estadão Conteúdo

06 de agosto de 2021 | 14h46

A Era de Pintado na Chapecoense começou nesta sexta-feira. Com a missão de livrar o clube catarinense do rebaixamento para a Série B do Campeonato Brasileiro, o treinador foi apresentado oficialmente pela diretoria. "Eu vejo essas dificuldades como grande oportunidade, não como problema. Eu acredito muito no que podemos fazer. Vamos entregar tudo 24 horas por dia para a gente sair dessa situação", disse.

O foco do treinador neste primeiro momento será corrigir o sistema defensivo. A Chapecoense tem a pior defesa do Brasileirão, com 25 gols sofridos em 14 jogos. E isso acaba refletindo na tabela de classificação, onde o time está na lanterna (20.ª colocação).

"Temos mais gols contra do que a favor e quando isso acontece é porque você tem um desequilíbrio defensivo. Esse será o primeiro ponto a ser atacado. Temos uma boa construção de jogo, bons números de posse de bola no campo do adversário, e vamos buscar esse equilíbrio", comentou o treinador.

Apesar de ter elogiado os jogadores que estão no elenco, Pintado revelou que já vem conversando com a diretoria sobre a necessidade de reforços. Nomes e posições, porém, são mantidos em sigilo. "Desde que cheguei estamos discutindo nomes para chegar. Primeiro a gente tinha que decidir o sistema de jogo, para essa contratação chegar ela tem que estar dentro do sistema de jogo", finalizou.

A estreia do novo treinador no comando da Chapecoense será nesta segunda-feira, no confronto direto contra o Grêmio, na Arena do Grêmio, em Porto Alegre, pela 15.ª rodada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.