Reprodução/ Atlético Mineiro
Reprodução/ Atlético Mineiro

Apresentado, Tomás Andrade exalta Atlético-MG e diz ter D'Alessandro como ídolo

Clube mineiro acertou contrato até o final do ano, por empréstimo, junto ao River Plate

Estadão Conteúdo

26 Janeiro 2018 | 18h06

Sétimo reforço do Atlético Mineiro para a temporada 2018, o meia argentino Tomás Andrade foi apresentado nesta sexta-feira, na Cidade do Galo. O jogador chega ao clube cedido por empréstimo de um ano e assegurou que despertou o interesse de outras equipes, mas optou pelo time de Belo Horizonte pela sua grandeza.

+ Com Tomás Andrade, Atlético-MG já soma 7 reforços para a temporada

+Oswaldo diz que não mudará planejamento do Atlético-MG após derrota

"Estava jogando em uma equipe muito grande da Argentina. Pensei que seria bom ir para outra equipe muito grande. De todas as equipes que me procuraram, o Atlético era a maior. Por isso escolhi o Atlético", comentou o meia, de 21 anos, que chega para uma função carente no Atlético-MG, a de armador, que vem sendo desempenhada pelo equatoriano Cazares, com Valdívia sendo o outro jogador utilizado pelo técnico Oswaldo de Oliveira na função neste começo de ano.

Promessa das divisões de base do River Plate, Tomás Andrade não chegou a ter uma grande sequência entre os profissionais do clube argentino. Por isso, aproveitou a sua apresentação para explicar como gosta de jogar, embora não tenha uma preferência de posicionamento.

"Quando jogava na base do River, jogava sempre como enganche (armador pelo meio). Depois, joguei mais pelo lado do que pelo meio. Para mim é igual jogar pelo meio, pela direita ou pela esquerda", afirmou, assegurando que pode fazer qualquer função na armação das jogadas do Atlético.

Tomás Andrade, que na sua carreira teve uma rápida passagem pelo inglês Bournemouth, também revelou inspiração e idolatria por D'Alessandro, que foi seu companheiro no River Plate e também é um dos grandes nomes da história recente do Internacional. "Quando jogava na Argentina, sempre dizia que o D'Alessandro era meu espelho. Jogamos juntos no River e é um amigo e uma inspiração para mim", comentou.

Antes de Tomás Andrade, o Atlético havia se reforçado para a temporada 2018 com o zagueiro Iago Maidana, o lateral-direito Samuel Xavier, o volante Arouca e os atacantes Erik, Róger Guedes e Ricardo Oliveira. O argentino já teve seu contrato regularizado e poderá ser relacionado por Oswaldo para o duelo de domingo com o Patrocinense, pela quarta rodada do Campeonato Mineiro.

Mais conteúdo sobre:
Atlético Mineiro River Plate

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.