BERTRAND GUAY/AFP
BERTRAND GUAY/AFP

Arábia Saudita presenteará Iraque com estádio de futebol

Partida amistosa disputada em Basra estreitou a relação entre os dois países

EFE, O Estado de S.Paulo

06 Março 2018 | 10h09

O rei saudita Salman bin Abdulaziz prometeu presentear o Iraque com um estádio de futebol em uma ligação telefônica que manteve segunda-feira à noite com o primeiro-ministro Haidar al Abadi, informou nesta terça-feira o escritório do responsável iraquiano. O presente saudita está motivado pelo sucesso "da partida amistosa disputada na semana passada entre as seleções de ambos países em Basra, sul do Iraque, que foi o primeiro encontro entre ambos países vizinhos em 39 anos", segundo um comunicado.

Estádios da Copa expõem 'guerra' entre governo e empresários na Rússia

Casa montada em Moscou para exibir o Brasil durante a Copa vai custar R$ 12 milhões

O monarca saudita expressou sua alegria pelo sucesso da partida amistosa, deixando claro que é uma boa ocasião para presentear o Iraque com um estádio e para renovar a colaboração e o trabalho entre ambos países. Al Abadi agradeceu "esta generosa iniciativa" e sublinhou que "houve grande interação do público na partida", o que é algo "positivo".

A organização da partida, realizada no dia 28 de fevereiro e que a seleção anfitriã ganhou por 4 x 1, foi uma iniciativa saudita para pressionar a favor da suspensão do veto imposto ao Iraque pela Fifa nos anos 90. A Fifa decidirá em 16 de março se retira ou não a sanção, imposta desde os anos 90, ainda que levantada por um curto período de tempo em 2012, e que é motivada pela onda de violência que aconteceu então no Iraque. Os únicos estádios autorizados a hospedar partidas amistosas são os de Basra, Erbil (norte) e Karbala (centro).

À parte do futebol, ambos responsáveis abordaram reforçar a cooperação entre os dois países vizinhos e o rei saudita expressou o apoio da Arábia Saudita à reconstrução do Iraque após a conclusão da guerra contra o grupo terrorista Estado Islâmico (EI). Arábia Saudita e o Iraque protagonizaram uma aproximação diplomática progressiva desde o ano passado, quando o embaixador saudita retornou a Riad, retirado após a derrocada de Saddam Hussein em 2003.

Mais conteúdo sobre:
futebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.