Araçatuba não vence um jogo há mais de 600 dias

Se para os grandes times perder um ou dois jogos já é motivo de crise, imagine ficar mais de 600 dias sem conquistar um único triunfo. Isso é o que acontece com a Associação Esportiva Araçatuba, que atualmente é o pior clube em atividade no Estado de São Paulo.Lanterna da Série A-3 com apenas quatro pontos, o time não conquista uma vitória como profissional desde o dia 31 de julho de 2005, quando derrotou o Marília, por 3 a 1, em jogo válido pela Copa Federação Paulista de Futebol. De lá pra cá, o clube só acumulou tropeços.Conhecido entre os torcedores como "AEA", o time chegou ao auge de sua história na década de 1990, quando integrou a elite do futebol paulista. No entanto, dívidas e falta de planejamento acabaram derrubando a equipe para as divisões inferiores do Estado.Em 2006, o Araçatuba disputou 18 partidas pela A-2. O clube perdeu 15 jogos e conquistou apenas três empates. Pior, levou 61 gols, ficando com um saldo negativo de menos 39. Além disso, o Araçatuba sofreu a incrível goleada de 10 a 2 para o Mirassol.Neste ano, o time faz campanha parecida na A-3. Em 12 jogos, o AEA empatou quatro e perdeu oito. Foram seis gols marcados e 21 sofridos. Até os torcedores, que comparecem em pequeno número ao Estádio Ademar Barros, parecem não acreditar mais numa reação.Em seis jogos como mandante, o time recebeu 240 torcedores, o que dá uma média de 40 pessoas jogo - no duelo contra o Hortolândia (3 a 0 para os visitantes), ninguém foi ao estádio. O AEA arrecadou em bilheteria só R$ 1.440.Dos 60 clubes que integram as três principais divisões de São Paulo, o Araçatuba é o único que não venceu. Caso a equipe não consiga um "milagre" nos últimos sete jogos, estará rebaixada para a Série B-1, que é equivalente à quarta divisão.Nesta quarta-feira, o time, que atualmente é comandado por Waltinho Lateri, terá a chance de quebrar esse jejum. O adversário será o União Barbarense, que também não realiza uma boa campanha na A-3 e é apenas o 15.º colocado, com 12 pontos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.