Arão diz que Flamengo pode 'chegar longe', mas cobra evolução

Enquanto Vasco e Botafogo disputam o título do Campeonato Carioca, o Flamengo tem que se concentrar em apenas treinar até o próximo compromisso, a estreia no Campeonato Brasileiro, no dia 14. Ninguém na Gávea esconde que o time deixou a desejar na primeira parte da temporada, caindo também na semifinal da Liga Sul-Minas-Rio, mas o volante Arão acredita que a equipe ainda pode fazer bastante até o fim do ano.

Estadão Conteúdo

06 de maio de 2016 | 18h24

"Nós temos time, elenco, um grande treinador, uma grande torcida, uma camisa de peso. Acredito que vamos chegar longe. Nós sabemos das nossas qualidades, mas também sabemos que precisamos melhorar. Vamos dar nosso máximo para chegar lá em cima", garantiu ele, nesta sexta-feira, em entrevista coletiva.

Na quarta-feira passada, o Flamengo perdeu de 2 a 1 do Fortaleza, no Ceará, e agora precisa de uma vitória em Volta Redonda para não ser eliminado na segunda fase da Copa do Brasil. Para Arão, o resultado não aumenta a pressão sobre o elenco.

"A pressão é a mesma, temos que vencer todas as partidas. Os jogadores que estão no Flamengo sabem dessa pressão, nós entendemos isso. Sabemos que temos que melhorar e vamos trabalhar para melhorar e buscar o máximo de vitórias na próxima competição, que é o Brasileiro, e contra o Fortaleza na outra quarta-feira", destacou o volante.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.