Árbitro argentino vai apitar a final entre Itália e França

A Fifa divulgou nesta quinta-feira o nome do árbitro que apitará a final da Copa do Mundo entre Itália e França, que será disputada no domingo. Trata-se do argentino Horacio Elizondo. Por sinal, ele será o primeiro juiz da América do Sul que não é brasileiro a apitar uma final - em 1982, Arnaldo César Coelho apitou Itália e Alemanha, enquanto Romualdo Arppi Filho foi o juiz de 1986, no duelo entre Argentina e Alemanha. Os bandeirinhas para essa partida serão Dario Garcia e Rodolfo Otero, ambos da Argentina. Curiosamente, Elizondo, de 42 anos, foi o arbitro que participou da Abertura do Mundial, na partida em que a Alemanha derrotou a Costa Rica por 4 a 2. Elizondo apitou ainda outras três partidas: na primeira fase, as vitórias de Gana sobre a República Checa e da Suíça contra a Coréia do Sul, ambas por 2 a 0. Nas quartas-de-final, foi o juiz de Inglaterra e Portugal, que terminou com triunfo português nos pênaltis. Nessas partidas, ele distribuiu 22 cartões amarelos e dois cartões vermelhos, para o checo Ujfalusi, contra Gana, e o inglês Rooney, que deu um pisão no zagueiro português Ricardo Carvalho. Já a decisão do terceiro lugar, entre Alemanha e Portugal, que acontecerá no sábado, em Stuttgart, será apitada pelo japonês Toru Kamikawa. Os auxiliares serão o japonês Yoshikazu Hiroshima e o sul-coreano Kim Dae-Young.

Agencia Estado,

06 Julho 2006 | 12h45

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.