Árbitro banido do futebol recorre de decisão da Uefa

O juiz ucraniano Oleh Orekhov recorreu de seu banimento do futebol por manipulação de resultados. A data em que a apelação será manifestada, segundo informou a Uefa nesta quarta-feira, ainda será marcada nos próximos dias.

AE-AP, Agencia Estado

24 de março de 2010 | 12h00

A decisão sobre o banimento do árbitro de 42 anos ocorreu na semana passada, mas os jogos manipulados por Orekhov não foram revelados pela Uefa. O caso faz parte de uma investigação da polícia alemã envolvendo mais de 200 partidas, supostamente ocorridas em 11 países.

Quando o ucraniano foi suspenso preventivamente por 30 dias em fevereiro, a Uefa já havia banido o juiz Novo Panic, da Bósnia. Orekhov estava na lista de 100 melhores árbitros europeus da Uefa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.