Bruno Cantini/Divulgação
Bruno Cantini/Divulgação

Árbitro cita objetos lançados e Atlético-MG pode ser denunciado

Copos de plástico e um pé de tênis foram arremessados no campo

Estadão Conteúdo

03 de setembro de 2015 | 12h32

Após sofrer derrota que o afastou ainda mais do líder Corinthians, o Atlético-MG poderá ter problemas no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). O clube corre o risco de ser denunciado por causa de incidentes protagonizados por seus torcedores na derrota para o Atlético-PR por 1 a 0, segundo registro na súmula pelo árbitro Marcelo de Lima Henrique.

O juiz, alvo de críticas por parte da torcida do Atlético-MG durante quase toda a partida, citou três incidentes semelhantes. No primeiro, aos 45 minutos do primeiro tempo, um copo de plástico com líquido foi arremessado no assistente Marlon Rafael Gomes de Oliveira. "O objeto foi lançado do local onde se encontrava a torcida do Atlético-MG, prontamente, recolhi e entreguei ao 4º árbitro", registrou Marcelo de Lima Henrique.

No segundo tempo, torcedores arremessaram um pé de tênis logo após o pênalti marcado em favor do Atlético-PR e fortemente contestado pela torcida. "Caiu próximo a meta onde foi assinalada a penalidade. Prontamente foi recolhido pelo 4º quarto árbitro. O objeto foi lançado do local onde se encontrava a torcida do Atlético-MG", anotou, na súmula.

O terceiro incidente foi parecido com o primeiro. Desta vez o alvo de um copo foi o técnico do Atlético-PR, Milton Mendes, segundo registrou a arbitragem. Novamente o objeto não alcançou o alvo. Por fim, Marcelo de Lima Henrique disse ter sido ofendido por um homem com crachá credenciado da imprensa, na zona mista. "Ele proferiu as seguintes palavras: ''seu safado, safado e safado'", escreveu o árbitro.

O juiz foi personagem central da partida por conta de marcações polêmicas. A torcida e até o presidente do clube, Daniel Nepomuceno, criticaram sua atuação. Eles reclamaram da expulsão de Marcos Rocha no primeiro tempo, do pênalti que gerou o único gol do jogo e de uma suposta penalidade não marcada a favor do time da casa, no segundo tempo.

Com o revés no Independência, o Atlético-MG estacionou nos 42 pontos e ficou a sete do líder Corinthians. Também abriu caminho para uma aproximação do terceiro colocado. O Grêmio, com 38 pontos, enfrenta o Figueirense nesta quinta-feira, no complemento da 22ª rodada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.