Nilton Fukuda/Estadão
Nilton Fukuda/Estadão

Árbitro da final da última Copa vai apitar jogo entre Palmeiras e Guaraní

Badalado no cenário sul-americano, argentino Néstor Pitana está escalado para a partida em Assunção

Ciro Campos, O Estado de S.Paulo

23 de setembro de 2020 | 05h00

A partida do Palmeiras nesta quarta-feira contra o Guaraní, do Paraguai, pela Copa Libertadores, terá em campo o árbitro mais badalado do futebol sul-americano. O argentino Néstor Pitana, de 45 anos, que apitou a final da última Copa do Mundo, na Rússia, está escalado para o jogo no Paraguai.

Pitana está no quadro de árbitros da Fifa desde 2010 e tem duas Copas no currículo. No Mundial do Brasil, em 2014, o argentino trabalhou em quatro partidas. Já no Mundial da Rússia, ele atuou em cinco compromissos, incluindo a abertura e a grande decisão do torneio, entre França e Croácia.

No ano passado, na Copa América, o argentino apitou a partida de abertura do torneio, entre Brasil e Bolívia, no estádio do Morumbi, e também o confronto pelas quartas de final entre Colômbia e Chile, na Neo Química Arena. 

Apesar do extenso currículo, Néstor Pitana traz recordações ruins para o torcedor palmeirense, ao ter trabalhado em duas partidas da Libertadores que culminaram em eliminações para a equipe. Em 2017, pelas oitavas de final, em pleno Allianz Parque o Palmeiras caiu diante do Barcelona, do Equador. Ano passado o revés veio diante do Grêmio, em uma derrota de virada por 2 a 1.

Antes de ser árbitro, Pitana se formou em educação física e trabalhou em variadas funções, desde jogador de futebol e basquete, como também segurança de casa noturna, socorrista e até participou como ator em um filme argentino.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.