Árbitro diz que lances do clássico paulista são 'interpretativos'

Sálvio Spínola Fagundes Filho mantém sua posição em relação aos lances de São Paulo x Corinthians

28 de janeiro de 2008 | 13h03

A polêmica sobre a anulação do gol do atacante Adriano, no clássico entre São Paulo e Corinthians, continua forte nesta segunda-feira. Nesta segunda-feira, o árbitro da partida, Salvio Spínola Fagundes Filho concedeu uma entrevista ao programa Jogo Aberto, da Rede Bandeirantes de TV.Veja também: Vote: Adriano fez falta em William? Opine: Dagoberto sofreu pênalti de Chicão? Bate-Pronto: Adriano e William estão certos em reclamar Arbitragem no clássico foi normal para presidente da comissão   De acordo com o árbitro, tanto o gol anulado de Adriano, assim como o suposto pênalti sofrido por Dagoberto, foram lances de pura interpretação do árbitro. "Foi um erro de visão e meu posicionamento na hora foi aquele. Os dois lances foram de interpretação", disse Spínola, que não acredita que sofrerá punição da Comissão de Arbitragem da Federação Paulista de Futebol por causa de tais lances."Temos muita cobrança na avaliação e na preparação física. Nunca houve mudança ou pedido para mudar punição ou qualquer coisa. Nem nessa administração nem na anterior. Se isso acontecesse, eu não seria árbitro", comentou Spínola, que diz lamentar o fato, se ele ocorrer, de não poder mais apitar jogos do São Paulo, já que a diretoria do clube pretende vetá-lo junto à FPF. "Lamento não atuar em jogos do São Paulo, que é um time grande, todo árbitro quer isso."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.