Ibraheem Al-Omari / Reuters
Ibraheem Al-Omari / Reuters

Árbitro e assistentes de Valencia x Atalanta dão negativo para coronavírus

Boa parte do elenco do time espanhol está infectado com Covid-19; jogo de ida ajudou a aumentar o surto

Redação, Estadão Conteúdo

28 de março de 2020 | 22h08

Em entrevista para o site da Federação Romena de Futebol (FRF), o árbitro Ovidiu Hategan informou, neste sábado, que foi submetido a um exame, mas o resultado foi negativo para coronavírus. O romeno dirigiu o duelo de volta das oitavas de final da Liga dos Campeões entre Valencia e Atalanta. O jogo, que terminou com a vitória italiana, por 4 a 3, foi disputado em 10 de março, com portões fechados.

A partida da Espanha foi disputada três semanas depois do duelo de Milão, visto por cerca de 40 mil espectadores, dos quais três mil, espanhóis. Segundo a Organização Mundial da Saúde, o evento teria iniciado o surto de coronavírus na Itália.

Hategan e os três assistentes passaram 14 dias em isolamento depois que regressaram à Romênia e souberam o resultados dos exames nesta sexta-feira.

"Estamos todos com saúde, graças a Deus", disse Hategan, de 39 anos, em um comunicado do site da FRF. O árbitro afirmou ter sido o único que apresentou alguns sintomas da doença. "Tive tosse seca e fiquei um pouco assustado, pois minha mulher está grávida."

O árbitro internacional aproveitou para enviar uma mensagem de otimismo. "É um momento difícil para o mundo todo, mas vai passar. É preciso proteger as pessoas ao seu lado e obedecer as orientações das autoridades."

Dos jogadores do Valência que disputaram as oitavas de final diante do Atalanta, cinco deles contraíram o vírus da covid-19.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.