Novak Djurovic/Reuters
Novak Djurovic/Reuters

Árbitro pede desculpas por não validar gol de Cristiano Ronaldo nas Eliminatórias

Sem recurso do árbitro de vídeo, holandês não detecta que bola ultrapassou em linha em lance que daria vitória ao time de Cristiano Ronaldo

Redação, O Estado de S.Paulo

29 de março de 2021 | 17h59

O árbitro holandês Danny Makkelie ratificou o pedido de desculpas ao técnico Fernando Santos e à seleção portuguesa por não ter validado nos acréscimos o gol de Cristiano Ronaldo na partida contra a Sérvia, sábado, em Belgrado. O jogo terminou 2 a 2.

"Tudo o que posso dizer é que pedi desculpa ao treinador, Sr. Fernando Santos, e à equipe portuguesa pelo que aconteceu. Enquanto equipe de arbitragem, sempre trabalhamos muito para tomar as decisões certas e quando aparecemos desta forma na imprensa, não ficamos nada satisfeitos", disse o treinador, em entrevista ao jornal português A Bola.

Lançado na meia direita, dentro da área, Cristiano Ronaldo tocou de primeira na saída do goleiro Dmitrovic, aos 48 minutos da etapa final. A bola foi lenta, ultrapassou a linha de gol e foi tocada para fora da meta pelo zagueiro Dmitrovic.

Makkelie mandou o jogo seguir e Cristiano Ronaldo reclamou intensamente, inclusive do auxiliar, recebendo o cartão amarelo. Revoltado, o craque português retirou a faixa de capitão, atirou-a no chão e saiu de campo antes do apito final do árbitro.

O VAR não está disponível nesta fase das Eliminatórias Europeias. Com toda a confusão ocorrida na Sérvia, a Uefa pretende indicar que as seleções utilizem a tecnologia da linha do gol, que detecta quando a bola passa pela meta.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.