Rodrigo Gannazel/Estadão
Rodrigo Gannazel/Estadão

Árbitro que errou no clássico ficará afastado da escala para reavaliação

Departamento de arbitragem da FPF vê inflexibilidade de Thiago Duarte Peixoto na tomada de decisão

Marcius Azevedo, O Estado de S.Paulo

23 Fevereiro 2017 | 16h11

Após o erro no clássico entre Corinthians e Palmeiras, quando expulsou o volante Gabriel de maneira equivocada - cartão vermelho que foi revertido pelo Tribunal de Justiça Desportiva (TJD-SP) e liberou o jogador para atuar na próxima rodada -, o árbitro Thiago Duarte Peixoto ficará um período indeterminado fora das escalas do Campeonato Paulista para reavaliação do departamento de arbitragem da Federação Paulista de Futebol. 

A decisão foi comunicada ao árbitro depois de reunião com o diretor de arbitragem da FPF, Dionísio Domingos, na sede da entidade nesta quinta-feira. Além de Thiago participaram do encontro Emerson Augusto de Carvalho, auxiliar que estava mais próximo da jogada, e o quarto árbitro, Alessandro Darcie.

A leitura de Dionísio Domingos é que faltou flexibilidade a Thiago na tomada de decisão. A orientação para o árbitro é que, em lances como o que aconteceu no clássico, ele tem de se isolar, conversar com os auxiliares e voltar atrás se for necessário.    

Thiago até se dirigiu aos auxiliares, mas, pressionado por corintianos e palmeirenses, não pôde entender que ambos falavam do carrinho e não do puxão na camisa. Emerson e Alessandro indicaram que não era Gabriel que deu o carrinho em Keno, enquanto o árbitro tinha convicção de que era Pablo. Por isso, expulsou Gabriel em vez de Maycon, já que o segundo cartão amarelo foi aplicado pelo puxão na camisa do atacante do Palmeiras.

Por considerar que o erro não foi técnico, apesar de confundir o jogador que cometeu a infração, Dionísio encaminhou Thiago para a área de psicologia, que faz parte da nova configuração do departamento de arbitragem. A intenção é detectar o problema, combatê-lo e então liberá-lo para atuar novamente.

O árbitro de 38 anos é uma das principais apostas do diretor de arbitragem para o Campeonato Paulista deste ano. Thiago estava avaliado como 'nível superior' entre os 22 árbitros que estão aptos para apitar na Série A-1 do Estadual. Agora, com o erro no clássico, Thiago terá um rebaixamento na nota de avaliação interna dos árbitros, que, além do aspecto psicológico, leva em consideração o desempenho físico e técnico e, enquanto não dar uma resposta positiva, não será escalado. Não há um período definido para o afastamento.

Mais conteúdo sobre:
Futebol Corinthians Palmeiras

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.