Árbitro recebe mais críticas dos santistas

A polêmica provocada pelo comentário do juiz Paulo César Oliveira ao zagueiro Alex durante o jogo contra o Paulista prosseguiu hoje, com o técnico Leão dando sua resposta em defesa de seus atletas, que foram chamados de "pipoqueiros" e que teriam sido responsáveis pela desclassificação da seleção brasileira no pré-olímpico. "Ele falou aquilo para o Alex dentro do jogo, vestido de árbitro e gostaria que falasse fora de campo e vestido de cidadão para ver se tem coragem", disse o treinador. Leão considerou uma falta de ética do juiz como cidadão. "Ele mostrou uma revolta com o afastamento da seleção brasileira e acho que foi ridícula sua atitude. Nem comento a arbitragem e só gostaria que ele não apitasse mais os jogos do Santos, porque é um pé-frio danado". Diego, um dos jogadores da seleção sub-23 e, portanto, envolvido no comentário de Paulo César Oliveira, contou que estava perto e ouviu tudo. "Ele disse direcionado para o Alex, mas eu também fiquei ofendido porque estava lá na seleção". O atleta acha que não há o que fazer, mas levanta uma questão: "e se o Alex tivesse dado uma porrada nele quando tinha motivo para isso?". O meia entende que houve falta de respeito. "Nós o respeitamos e esperávamos o mesmo respeito da parte dele, o que não houve". Diego acredita que isso faz parte da educação e do caráter das pessoas. "Nós temos que nos acostumar com isso, pois cada um tem sua maneira de reagir". Ele quer por um fim nessa polêmica e disse que "temos de jogar bola e esquecer qualquer discussão extra-campo".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.