Árbitro sueco de polêmica com Henry vai apitar na Copa do Mundo

O árbitro sueco Martin Hansson, que esteve envolvido na polêmica que resultou na classificação da França para a Copa do Mundo, foi incluído nesta sexta-feira na lista de 30 juizes escolhidos pela Fifa para apitar os jogos do Mundial da África do Sul.

REUTERS

05 de fevereiro de 2010 | 19h08

Hansson foi criticado duramente em novembro do ano passado por não ter visto o lance em que Thierry Henry dominou a bola com a mão antes de cruzar para William Gallas marcar o gol que classificou a França para a Copa na repescagem contra a Irlanda, em Paris.

Foram escolhidos quatro trios de arbitragem da Ásia, quatro da África, quatro da Concacaf, seis da Conmebol, dois da Oceania e 10 da Europa para comandar os jogos da Copa, que acontece entre 11 de junho e 11 de julho.

O Brasil será representado pelo trio formado pelo árbitro Carlos Eugênio Simon, que vai para sua terceira Copa, e os assistentes Altemir Hausmann e Roberto Braatz.

A Fifa informou que os 30 trios de arbitragem selecionados serão submetidos a uma seminário de treinamento no próximo mês.

Tudo o que sabemos sobre:
COPAARBITROSUECO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.