Nilton Fukuda/Estadão
Nilton Fukuda/Estadão

Árbitro sugere provocação de Mattos a auxiliares no intervalo do Choque-Rei

Na súmula da partida, Rodolpho Toski diz que dirigente alviverde "esbarrou intencionalmente" em membros da equipe de arbitragem

Matheus Lara, O Estado de S.Paulo

04 Junho 2018 | 16h52

O árbitro Rodolpho Toski, que apitou a vitória do Palmeiras por 3 a 1 sobre o São Paulo no último sábado, resgistrou na súmula da partida uma possível do diretor de futebol alviverde Alexandre Mattos a três auxiliares da arbitragem.

Jogadores do Palmeiras veem pressão contida sobre Roger Machado após vitória

De acordo com Toski, Mattos teria aguardado a saída da equipe de arbitragem no intervalo de jogo no Allianz Parque e esbarrado "intencionalmente" em Bruno Boschilla, Luiz Souza Santos e Edina Alves Batista. A arbitragem vinha sendo criticada por palmeirenses ao fim do primeiro tempo de jogo, quando a equipe de Roger Machado perdia por 1 a 0.

Assim registrou Toski na súmula: "Quando a equipe de arbitragem dirigia-se para o seu vestiário, no intervalo da partida, o sr. Alexandre Mattos, diretor da S.E. Palmeiras, aguardava na porta do vestiário. Este, enquanto a equipe passava, caminhou em direção contrária esbarrando intencionalmente em 3 membros da equipe (assistente 1, 4º árbitro e árbitro adicional 1)."

O dirigente alviverde diz estar chocado com o registro. Ao Globoesporte.com, ele nega qualquer tipo de provocação e afirma que estava no corredor, de cerca de 2m de largura, mas que não sentiu qualquer esbarrão. "Eu estou no corredor, no meu espaço, e eles passam por mim. Se eu quisesse falar com o árbitro, falaria de frente, mas nem olhei na cara dele."

Mais conteúdo sobre:
Palmeiras arbitragem esportiva

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.