Árbitro suspenso por erros na África é pré-selecionado para Copa-2014

O árbitro tunisiano Slim Jdidi, suspenso no mês passado pela Confederação Africana de Futebol devido a erros cometidos na recente Copa Africana de Nações, está entre os pré-selecionados da Fifa para apitar na Copa do Mundo de 2014, no Brasil.

MARK GLEESON, Reuters

27 de março de 2013 | 11h57

Ele é um dos sete árbitros da África indicados para participar de um seminário da Fifa no final de abril no Marrocos -- um dos vários treinamentos, seminários e testes pelos quais passam os árbitros pré-selecionados para a Copa.

Jdidi, de 42 anos, foi suspenso indefinidamente depois da semifinal da Copa Africana, quando expulsou Jonathan Pitroipa, de Burkina Faso, e deixou de marcar um pênalti aparentemente legítimo a favor da equipe, apitando depois um pênalti duvidoso para a rival Gana. Apesar disso, Burkina se classificou para a final, na disputa de pênaltis.

No dia seguinte, a Confederação Africana suspendeu Jdidi e anulou o cartão vermelho dado a Pitroipa, depois de o tunisiano escrever uma carta admitindo seu erro.

Ele continuou apitando jogos do Campeonato Tunisiano, mas não voltou a ser escalado em partidas internacionais.

A Fifa pré-selecionou 52 árbitros para a Copa, com suas respectivas duplas de assistentes. A lista ainda será reduzida a 30 árbitros para o Mundial.

Tudo o que sabemos sobre:
FUTCOPAARBITROSAFRICANO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.