Árbitros portugueses ameaçam entrar em greve por críticas dos clubes

Paralisação pode começar no dia 15 de dezembro

Estadão Conteúdo

23 Novembro 2017 | 14h54

Os árbitros de futebol que atuam em Portugal ameaçaram paralisar as atividades, a partir do próximo dia 15 de dezembro, por causa das excessivas críticas que vêm recebendo por parte de jogadores, treinadores e clubes do país.

+ Presidente do Grêmio põe Libertadores em suspeição por erro: 'Roubado'

A possibilidade de greve, revelada por meio de um comunicado emitido pela Associação Portuguesa Árbitros de Futebol, nesta quinta-feira, é motivada por queixas generalizadas após uma série de erros de arbitragem em partidas da primeira divisão do Campeonato Português e poderá afetar o andamento da competição.

A entidade pede a aprovação de medidas que reforcem as sanções contra aqueles que violam as normas éticas e disciplinares de proteção à arbitragem. A categoria frisou ainda que não irá tolerar mais comentários sobre atuações mal-intencionadas - que beneficiam determinados clubes - ou conspirações de corrupção.

Caso se confirme na data prevista, a paralisação dos árbitros atingirá o Campeonato Português em sua 15.ª rodada, marcada para o dia 17 de dezembro. Porém, alguns juízes já teriam enviado pedidos para a Comissão de Arbitragem de Portugal pedindo afastamento a partir da próxima rodada, a 12ª, marcada para acontecer entre esta sexta-feira e a segunda da semana que vem.

Atualmente, o Porto lidera o torneio com 31 pontos, seguido por Sporting, que tem 27, Benfica (26) e Braga (22), clubes que também ocupam a zona de classificação para as competições europeias.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.