Nilton Fukuda / Estadão
Nilton Fukuda / Estadão

Arboleda desfalcará São Paulo no sábado; Bruno Alves deve ser titular

Zagueiro equatoriano deve ir a campo apenas contra o Corinthians, em 27/01

Matheus Lara, Estadão Conteúdo

19 Janeiro 2018 | 11h14

O zagueiro Arboleda ainda não se recuperou completamente de um estiramento na coxa direita e não estará à disposição do técnico Dorival Junior para a partida deste sábado contra o Novorizontino, no Morumbi, pela segunda rodada do Paulistão. Arboleda faz transição do Reffis para o gramado e a expectativa da comissão técnica é de que ele já esteja à disposição para jogar na semana que vem.

+ São Paulo volta a sondar jovem destaque do Goiás

+ São Paulo treina saídas de bola e jogadas pelas pontas mirando o Novorizontino

Por conta do rodízio de times que Dorival Junior optou por fazer nas primeiras rodadas do Estadual, dificilmente o equatoriano enfrentará o Mirassol, adversário de quarta, em que deve jogar o time que perdeu para o São Bento por 2 a 0 na primeira rodada. Desta forma, Arboleda só deve ir a campo no sábado que vem, no clássico com o Corinthians no Pacaembu.

Sem o equatoriano, a tendência é que Dorival opte por Bruno Alves para a dupla com Rodrigo Caio no duelo contra o Novorizontino, já que Anderson Martins começou a pré-temporada depois do restante do elenco e ainda não está à disposição do treinador, assim como Diego Souza e Cueva.

Por isso, a provável escalação do São Paulo para enfrentar o Novorizontino é: Sidão; Militão, Bruno Alves, Rodrigo Caio e Edimar; Jucilei; Petros, Shaylon, Lucas Fernandes e Marcos Guilherme; Brenner.

OPÇÕES

Dorival não descarta a possibilidade de vir a escalar três zagueiros para atuar juntos no São Paulo. Além de Rodrigo Caio e Arboleda, ele tem como opções Anderson Martins, Bruno Alves, Aderllan, Rony e Militão, que apesar de atuar na lateral-direita, é zagueiro de origem.

Mais conteúdo sobre:
futebol São Paulo Futebol Clube Arboleda

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.