Arena das Dunas tem gols e tiros em primeiro teste para Copa do Mundo

Confusão na área externa do estádio teve até pessoas presas e armas apreendidas

O Estado de S. Paulo

26 de janeiro de 2014 | 22h20

NATAL - A inauguração de fato da Arena das Dunas, neste domingo, em Natal, teve festa dentro do estádio e confusão no acesso. Cerca de duas horas antes do início da partida em que América vencer o Confiança, de Sergipe, por 2 a 0 pela Copa do Nordeste, uma confusão na área externa teve até tiros, pessoas presas e armas apreendidas.

O tumulto foi entre as torcidas de América e ABC, que fez o segundo jogo da jornada dupla, enfrentando Alecrim pelo Campeonato Potiguar. Durante o confronto, dois torcedores do ABC atiraram contra simpatizantes do rival, a cerca de 3 quilômetros do estádio. Os atirados foram presos pela polícia. Ninguém ficou ferido. No entorno da arena, muitas filas para entrar e novas confusão. Um princípio de briga entre as torcidas, porém, foi controlado rapidamente. Do lado externo, a venda de bebidas alcoólicas ocorria livremente.

Quando o jogo do América começou, a maior parte da torcida do ABC estava do lado de fora. Os torcedores alvinegros diziam que só iriam entrar para ver o se time jogar. Por isso, quando a bola começou a rolar no gramado, apenas pouco mais de 15 mil pessoas estavam nas arquibancadas e numeradas da Arena das Dunas.

O América, que faz excelente campanha na Copa do Nordeste, não teve dificuldade para vencer o fraco e assustado time sergipano. O zagueiro Adalberto fez 1 a 0, tornando-se o primeiro jogador a marcar no novo estádio. Apesar do domínio, o time potiguar só chegou ao segundo gol nos acréscimos da etapa final, com Adriano. A Arena das Dunas é o sétimo dos 12 estádios a Copa a entrar em operação. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.