Daniel Teixeira/Estadão
Daniel Teixeira/Estadão

Arena do Palmeiras tem renda recorde com amistoso da seleção

Arrecadação de R$ 6,7 mi superou valor obtido na final do Paulistão

ALMIR LEITE E RAPHAEL RAMOS, Estadão Conteúdo

07 de junho de 2015 | 21h09

Os 34.649 torcedores que pagaram ingresso para ver o amistoso deste domingo entre Brasil e México garantiram a maior renda de bilheteria da história do estádio Allianz Parque, em São Paulo: R$ 6.737.030,00.

O recorde anterior era da decisão do Campeonato Paulista deste ano entre Palmeiras e Santos, quando gerou R$ 4.181.281,25. O público no Estadual foi maior do que o do amistoso (39.479 presentes), mas o valor dos ingressos estava mais barato. Neste domingo, os preços das entradas variavam de R$ 100 a R$ 600.

O Palmeiras, no entanto, não tem direito a nenhuma porcentagem da arrecadação com bilheteria do jogo da seleção brasileira. O valor arrecadado com a venda de ingresso fica com os promotores da partida, que têm contrato com a CBF. A entidade recebe US$ 1,2 milhão (cerca de R$ 3 milhões) por partida, independentemente do local e da arrecadação obtida com a venda de ingressos.

Ao Palmeiras cabe apenas uma parte do aluguel da arena. O montante deverá ser repassado pela WTorre, construtora que reformou o estádio e é parceira do clube na administração do arena. O valor da cessão do Allianz Parque aos organizadores do amistoso, no entanto, não foi revelado. A justificativa é que há uma cláusula de confiabilidade no acordo firmado entre o Palmeiras e a WTorre.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.