Argel critica segundo tempo do Inter em empate, mas avisa: 'Estamos vivos'

O Internacional ficou mais longe da briga por uma vaga na próxima edição da Copa Libertadores ao ceder o empate para o Fluminense, por 1 a 1, sábado à noite, no Maracanã. Vencia por 1 a 0, com um jogador a mais em campo desde o primeiro tempo, mas acabou deixando a equipe carioca, que não tem mais pretensões no torneio, empatar.

Estadão Conteúdo

29 Novembro 2015 | 09h21

Ao fim da partida, o técnico Argel criticou a atuação da equipe no segundo tempo. "Fizemos um primeiro tempo muito bom, entramos bem na partida, fizemos o gol com cinco minutos. Poderíamos ter matado o jogo no primeiro tempo, teve um jogador expulso. Nosso segundo tempo não foi bom, não jogamos um bom futebol. Não conseguimos transformar esse número de jogadores a mais em qualidade", avaliou o treinador.

O Internacional segue o quinto colocado, mas agora tem dois pontos a menos que o São Paulo. A equipe colorada só vai à Libertadores se vencer o Cruzeiro no Beira-Rio no domingo que vem e o São Paulo perder do Goiás no Serra Dourada. Um empate em Goiânia só serve se o time colorado ganhar por sete gols de diferença. E ainda tem o Santos, que precisa tropeçar pelo menos uma vez - visita o Vasco neste domingo e depois recebe o Atlético-PR.

Apesar de a situação ter ficado complicada, o técnico Argel ainda sonha. "Não é o resultado que gostaríamos, mas estamos vivos no campeonato. Ainda podemos chegar. Deixamos tudo para a última rodada. Chegamos com chances, matematicamente. Não tem nada perdido, é levantar a cabeça que ainda temos mais um jogo. Poderíamos estar melhor, mas ainda não acabou."

Mais conteúdo sobre:
futebol Inter Brasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.