Argélia suspende futebol por morte de jogador durante partida

Federação Argelina de Futebol considera certas medidas punitivas, incluindo a expulsão do clube JS Kabylie de todas as competições

Mark Gleeson, Reuters

25 de agosto de 2014 | 12h26

A Argélia suspendeu todos os jogos de futebol do fim de semana devido à morte de Albert Ebosse, atacante que morreu no sábado após ser atingido por um objeto arremessado pela torcida durante um jogo da primeira divisão no país africano.

A Federação Argelina de Futebol informou em comunicado que está considerando diversas medidas punitivas, incluindo a expulsão do clube de Ebosse, o JS Kabylie, de todas as competições. A entidade não especificou por quanto tempo.

O atacante camaronês foi atingido na cabeça por um objeto supostamente arremessado pela torcida do próprio clube enquanto os jogadores saíam de campo após a derrota por 2 x 1 para o USM Argel, em Tizi Ouzou. O atacante marcou o gol de sua equipe na partida.

O JS Kabylie confirmou em nota no site do clube que o jogador morreu no hospital no próprio sábado, mas não informou a causa exata da morte.

A federação disse que a decisão de cancelar todos os jogos do fim de semana, além de ser uma homenagem ao jogador morto, também foi um protesto pela "ação irresponsável de torcedores e hooligans que perpetuam a violência nos estádios, que atingiu proporções inaceitáveis". Ebosse, de 24 anos, foi o artilheiro da liga argelina na temporada 2013/2014, com 17 gols.

Tudo o que sabemos sobre:
futinterArgeliafutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.