Argentina: 8 policiais são presos

Oito policiais foram detidos nesta segunda-feira como parte do processo de investigação da autoria do disparo contra o zagueiro Carlos Azcurra, do San Martin, da 2ª divisão argentina, durante uma confusão ocorrida dentro de campo, em Mendoza. Azcurra, de 28 anos, foi atingido à queima-roupa por um tiro de bala de borracha disparado por um policial em meio a um tumulto causado por torcedores na partida em que a equipe do Godoy Cruz vencia o San Martín por 3 a 0. Azcurra teria empurrado o policial que tentava controlar a invasão do gramado. O policial reagiu mal e atirou contra o atleta a uma distância de menos de um metro. "Os policiais foram detidos para depoimento e estão suspensos preventivamente?, informou o governador de Mendoza, Julio Cobos, em declarações à Radio 10 de Buenos Aires.Submetido a uma cirurgia ainda na noite de domingo no hospital Lagomaggiore de Mendoza, a 1.200 km a oeste de Buenos Aires, o jogador continua em grave estado e respirando com a ajuda de aparelhos. Além de perfurar o pulmão direito, a bala provocou danos na região do fígado. O estado de saúde de Azcurra é considerado grave, mas estável, segundo os médicos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.