Argentina adota esquema inédito

A seleção da Argentina deverá adotar um esquema inédito, ultra-ofensivo, para a partida contra a Venezuela, prevista para esta quarta-feira, em Buenos Aires, válida pela 11ª rodada da Zona Sul-Americana das eliminatórias para a Copa do Mundo de 2002. O técnico Marcelo Bielsa se negou a adiantar a escalação da equipe, mas a imprensa argentina aposta que o treinador deverá colocar apenas dois jogadores na última linha defensiva, já que a Venezuela deverá ter apenas um jogador fixo no ataque.Desta forma, o time formaria um surpreendente sistema 2-3-2-3, com Maurício Pochettino e Walter Samuel na linha de zagueiros; Vivas, Simeone e Sorín na primeira linha de meio-campo, Gallardo e Verón mais à frente e Ariel Ortega, Crespo e Kily González no ataque. No gol, Bielsa terá Gérman Burgos. A grande surpresa seria a presença de Gallardo, no Monaco (FRA), pelo lado direito do meio-campo, num lugar em que, se pensava, Bielsa iria colocar Javier Zanetti, da Inter de Milão. Pochettini deverá jogar no lugar de Ayala, suspenso, enquanto Crespo será mantido no lugar de Batistuta, machucado. A Argentina lidera na Zona Sul-Americana das Eliminatórias com 25 pontos. O time de Bielsa marcou 22 gols em 10 jogos e tomou apenas 8. A Venezuela, por sua vez, é a lanterna, com 3 pontos ganhos. O time marcou 9 gols em 10 jogos e sofreu 28.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.