Mario Ruiz/ EFE
Mario Ruiz/ EFE

Argentina deve usar amistosos para evoluir, diz técnico Martino

'Albiceleste' jogará com Bolívia e México em tour pelos EUA

REUTERS

26 de agosto de 2015 | 16h53

Os amistosos contra a Bolívia e o México servirão para a seleção argentina “aprofundar” o conceito de jogo mostrado na Copa América e testar variantes antes da eliminatória sul-americana da Copa do Mundo, disse nesta quarta-feira o técnico da Argentina, Gerardo Martino. Em sua turnê pelos Estados Unidos, a Argentina enfrentará a Bolívia no dia 4 de setembro e quatro dias mais tarde vai encarar o México.

“As partidas amistosas têm muita importância além dos 90 minutos...vamos estar toda uma semana juntos, e além disso será a última coisa que vamos fazer antes da primeira partida das eliminatórias contra o Equador”, declarou Martino durante uma coletiva de imprensa a respeito da estreia na eliminatória em outubro jogando em casa.

Martino, que teve que realizar novas convocações para substituir quatro jogadores com problemas físicos, destacou que a convivência servirá para obter uma complementação maior no jogo e repassar coisas que foram feitas no passado.

"Também vamos aprofundar o que tentamos fazer ao longo deste tempo, inclusive o que fizemos na Copa América, o que aconteceu na competição em geral, continuar conversando sobre o conceito de jogo, as modificações, as coisas entendidas, e dentro de tudo isso encaixar os jogadores novos, como se fará agora”, explicou.

“Sempre é bom revisar uma competição, a Copa América foi a primeira na qual estivemos todos juntos, por isso é conveniente fazer um encerramento e, no ponto em que terminamos a Copa América, continuar crescendo”, acrescentou ele sobre o torneio recente no Chile, no qual a Argentina perdeu a final para o time anfitrião.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.