Argentina e Alemanha disputam a final da Copa pela terceira vez

Seleções se enfrentaram nos Mundiais de 1986 e 1990. No México, o título foi da Argentina; quatro anos depois, Alemanha venceu 

Agência Estado

09 de julho de 2014 | 20h07

Argentina x Alemanha, ou vice-versa, agora é a final mais comum de todas as Copas. Os dois rivais, que já se enfrentaram nas decisões dos Mundiais de 1986 e 1990, vão brigar pelo título também no Brasil. Nesta quarta, os argentinos se juntaram aos alemães na decisão do Maracanã ao vencerem os holandeses nos pênaltis, na Arena Corinthians, em São Paulo.

Na primeira final entre os dois times, o país europeu ainda estava dividido pelo Muro de Berlim. Com gols de Brown e Valdano, a Argentina abriu 2 a 0, mas cedeu o empate à Alemanha Ocidental já no fim, graças a gols de Rummenigge e Völler. Burruchaga, porém, faria o gol que daria o título aos argentinos diante de mais de 110 mil pessoas no Estádio Azteca.

Quatro anos depois os dois times voltariam a se enfrentar na Itália, no Estádio Olímpico de Roma. Ainda como Alemanha Ocidental, o time europeu ganhou a Copa marcada pelo futebol feio graças a um gol de Brehme, de pênalti, no finalzinho da partida.

Só um outro confronto repetiu-se em finais de Copa: Brasil x Itália. Os rivais se enfrentaram duas vezes, em 1970 (no México) e em 1994 (Estados Unidos), sempre com vitória do Brasil.

QUINTA DECISÃO

Para a Argentina, a final no Brasil é a quinta da sua história. A equipe só chegou a decisões nas Américas, com exceção de 1990. Além dos confrontos contra a Alemanha, foi vice em 1930 e campeã em 1978, em casa. No Uruguai, levou 4 a 2 dos donos da casa, na primeira edição das Copas. Depois, em Buenos Aires, ganhou de 3 a 1 da Holanda.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.