Argentina e Chile empatam por 2 a 2

O Chile causou a primeira grande surpresa das Eliminatórias Sul-Americanas ao empatar com a Argentina, neste sábado em Buenos Aires, por 2 a 2. O primeiro tempo terminou com vitória por 2 a 0 dos argentinos. "Não poderia imaginar um melhor começo para nós. O resultado nos deixa com muitas esperanças para o futuro", declarou o goleiro Nelson Tapia.O técnico Marcelo Bielsa, da Argentina, havia dito que o time tinha a obrigação de "reconquistar a torcida" depois da má participação no Mundial-2002 e também nos amistosos de 2003. Não foi neste sábado. Com 10 minutos de jogo, a torcida já pedia pela entrada de Saviola em lugar de Crespo.E não perdoava Verón, de pálida participação no Mundial. Ele era vaiado a cada bola que recebia. Mesmo assim, fez uma boa partida, distribuindo bem o jogo no meio-de-campo e servindo os atacantes.Com a melhora de rendimento da dupla Aimar e D?Alessandro, a Argentina passou a dominar o jogo. O time retomou o característico toque de bola e abandonou os cruzamentos.Aos 30 minutos, Kily González acertou um forte chute de esquerda de fora da área no ângulo direito do goleiro Tapia. Mais três minutos e Pablo Aimar, com muita classe, marcou o segundo depois de receber um passe de D?Alessandro.Parecia ser o início de uma goleada. Essa impressão foi fortalecida até o final do primeiro tempo, com a Argentina impondo seu toque de bola. César Delgado perdeu uma ótima oportunidade de marcar o terceiro aos 44 minutos.Tudo estava contra o Chile. Além de não contar com Davi Pizarro e Marcelo Salas, que formam a dupla ataque titular, Melendez se contundiu e foi substituído por Mirosevic, aos 39 minutos do primeiro tempo.A Argentina começou o segundo tempo com domínio da partida, mas o Chile reagiu com a entrada de Pinilla e Acuña, aos 12 minutos. Aos 15, Mirosevic tabelou com Acuña e fez o primeiro.Bielsa, aos 19 minutos, tirou Verón para colocar Almeyda. O time perdeu em toque de bola mas continuou criando. Aos 26 minutos, conforme queria a torcida, Saviola entrou no lugar de Crespo.Apesar do domínio da Argentina, o Chile empatou com um belo gol, aos 31 minutos. Pinilla interceptou um passe errado de Almeida e lançou Navia, que se livrou de Vivas e Ayala antes de marcar.O jogo ficou violento. Samuel e Álvarez foram expulsos aos 41 minutos e aos 47 foi a vez de Navia receber o vermelho. O jogo terminou depois de cinco minutos de acréscimos, levando alegria aos chilenos e incertezas aos argentinos. Terça-feira, o Chile recebe o Peru e a Argentina visita a Venezuela.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.