Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Argentina enfrenta problemas na preparação

Se Parreira está feliz com os cinco dias que terá para trabalhar com a seleção brasileira antes do jogo de quarta-feira e também com o período em que teve os jogadores à disposição na Europa para os amistosos com França e Catalunha, o técnico Marcelo Bielsa vai se virando como pode para tentar superar os obstáculos que complicam a preparação argentina. Ele conta com apenas 16 jogadores - um deles, o zagueiro Ayala, cumprirá suspensão contra o Brasil - e um de seus titulares não poderá fazer nenhum treino "sério" antes da partida de quarta-feira no Mineirão.Bielsa está muito irritado com o Cruz Azul, que vai utilizar o atacante César Delgado na partida deste sábado contra o Jaguares, pela rodada de volta das quartas-de-final do Campeonato Mexicano. Pelo regulamento da Fifa, os clubes são obrigados a liberar os jogadores com cinco dias de antecedência quando se trata de jogos oficiais como são os das Eliminatórias. Isso significa que Delgado deveria estar neste sábado em Buenos Aires, o que não ocorrerá. Ele embarcará domingo para um longo vôo e não poderá ser muito exigido no treino que o técnico comandará na manhã de segunda-feira em Buenos Aires. E terça a Argentina fará apenas o reconhecimento do gramado Mineirão.Bielsa levou um susto na noite de quarta-feira, quando soube que César Delgado teve de deixar o jogo de ida contra o Jaguares por ter sofrido uma lesão no ombro esquerdo que poderia tirá-lo do jogo contra o Brasil. Sua apreensão durou até a noite de quinta, quando chegou a informação de que a contusão não era séria.O treinador também tem problemas com os clubes argentinos. A AFA (Associação de Futebol Argentino) determina que apenas um jogador de cada time pode ser convocado antes de uma rodada do campeonato nacional e, por isso, ele terá de esperar o final dos jogos deste sábado à noite para chamar cinco jogadores de Boca Juniors e River Plate e completar o grupo. Ele deverá convocar Abbondanzieri, Clemente Rodriguez e Burdisso, do Boca, e Husaín e Lucho Gonzalez, do River.Até agora, ele conta com apenas um jogador de cada um dos dois principais clubes do país. O atacante Tevez foi convocado quarta-feira, um dia após a vitória do Boca sobre o São Caetano na Libertadores. E o volante Mascherano, do River, foi chamado quinta-feira, dia seguinte à vitória sobre o Deportivo Cali na Colômbia.Por causa do desgaste provocado pelo jogo e pela viagem, Mascherano foi poupado do coletivo desta sexta. E como é o único volante que já se apresentou, Bielsa teve de improvisar o zagueiro Coloccini para formar o time. No lugar de César Delgado, treinou Mariano Gonzalez, do Racing.O técnico teve de recorrer a jogadores juvenis para completar o time reserva. E o treino foi feito a portas fechadas para a imprensa.A equipe que jogará quarta-feira deverá ser a seguinte: Cavallero; Quiroga, Samuel e Heinze; Zanetti, Mascherano, Aimar e Sorín; César Delgado, Crespo e Kily Gonzalez. A delegação argentina desembarcará em Belo Horizonte na segunda-feira à noite.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.