Argentina muda para enfrentar a Sérvia e Montenegro

A Argentina muda, pero no mucho, para o jogo que pode lhe garantir a classificação para a segunda fase da Copa, nesta sexta-feira, a partir das 10 horas (de Brasília) em Gelsenkirchen, contra Sérvia e Montenegro. A ?novidade?, anunciada durante toda a semana, é a entrada de Lucho Gonzáles no meio-de-campo em lugar de Cambiasso.Messi, Tevez e Aimar continuam formando o ?banco de ouro?, à espera de uma oportunidade. Tevez não treinou nesta quinta-feira, recuperando-se de problemas estomacais que o fizeram vomitar por toda a noite. Messi, que sentiu dores no joelho, também não treinou, mas pode jogar, segundo Pekerman.Mesmo escalando Lucho, Pekerman garante que o esquema de jogo da Argentina não vai mudar. ?A idéia é ficar mais tempo com a bola e ter mais mobilidade em campo. O esquema não muda e quero dizer que é um orgulho muito grande dirigir jogadores como Cambiasso, Lucho e Maxi Rodriguez, que permitem tantas variações em campo.?As mudanças favorecem Mascherano. Ele será agora o volante central do time, protegendo a defesa, tendo Lucho à sua direita e Maxi Rodriguez na esquerda. Com esse bloco defensivo, Pekerman espera ter tranquilidade para vencer o jogo a partir de uma boa partida de Riquelme (que muitas vezes será auxiliado pelas chegadas de Lucho e Maxi) e dos atacantes Crespo e Saviola.Cuidado nunca é pouco quando se trata de Pekerman. Ele aposta em times equilibrados, com boa dinâmica e com os três setores próximos. Por isso, parece muito difícil escalar três atacantes. Sempre que fala de Messi, Pekerman deixa claro que estar em um Mundial já é muito importante, não lhe garantindo vaga no time.?Para nós é uma alegria muito grande estar com esse garoto em seu primeiro Mundial. Ele se recuperou bem da contusão com que chegou aqui (distensão muscular) e está pronto para nos ajudar."Pode ser nesta sexta-feira. A Sérvia tem uma defesa muito forte. Sofreu apenas um gol em dez jogos das Eliminatórias e pode oferecer um jogo muito duro à Argentina. Seria a hora de Tevez e Messi, dois jogadores que atuam pelo lado do campo e podem ajudar o trabalho de Crespo.Há um respeito muito grande pela Sérvia, apesar do fraco futebol apresentado na derrota por 1 a 0 para a Holanda. ?Desde o sorteio nós soubemos que a Sérvia seria um adversário muito duro e isso não mudou porque fizeram uma má estréia?, diz Pekerman.O atacante Mateja Kezman, do Atlético de Madri (17 gols em 48 jogos pela Seleção) assusta. ?Ele chuta sempre. Chuta até quando está em uma posição em que nenhum outro atacante arriscaria um chute. Vamos ter cuidado com ele?, diz Leonardo Franco, goleiro reserva e companheiro de Kezman no clube espanhol.É assim, com equilíbrio (que muitos chamam de cautela exagerada), e com um bom banco de reservas, capaz de dar velocidade e contundência ao jogo, que a Argentina entra em campo para cumprir a segunda etapa do que se propôs na primeira fase do Mundial. ?Precisamos de seis pontos para garantir a classificação. Tomara que isso venha antes do jogo contra a Holanda?, diz o capitão Sorín, certamente lembrando-se da campanha de 2002, quando os quatro pontos conquistados significaram vexame e vergonha.Ficha técnicaArgentina x Sérvia e MontenegroArgentina - Abbondanzieri; Burdisso, Ayala, Heinze e Sorín; Mascherano, Luis González, Maxi Rodríguez e Riquelme; Saviola e Crespo. Técnico: José Pekerman.Sérvia e Montenegro - Jevric; Duljaj, Gavrancic, Krstajic e Dragutinovic; Nadj, Koroman, Stankovic e Predrag Djordjevic; Milosevic e Ljuboja (Kezman).Árbitro: Roberto Rosetti (Itália)Local: AufSchalke Arena, em Gelsenkirchen.Horário: 10 horas (de Brasília).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.