Argentina passa na prorrogação e enfrenta a Alemanha

Apontada como favorita para ficar com a vaga, a seleção da Argentina sofreu para superar o México por 2 a 1, na prorrogação, e garantir a sua classificação às quartas-de-final da Copa do Mundo da Alemanha. O gol salvador dos "hermanos" foi anotado no tempo regulamentar, por Maxi Rodríguez, aos 8 minutos do tempo complementar. O jogo deste sábado aconteceu no Zentralstadion, em Leipzig.Com o resultado, o time comandado pelo treinador José Pekerman pega na terceira fase a Alemanha, que eliminou a Suécia ao vencer por 2 a 0. A partida com os donos da casa acontece na sexta-feira, às 12 horas (de Brasília), em Berlim.Em confrontos em Mundiais, os argentinos já enfrentaram os donos da casa em quatro ocasiões, sendo duas em finais (Itália-1990 e México-1986). O retrospecto não é favorável para os sul-americanos. Foram duas derrotas, uma vitória e um empate. No ano passado, as duas seleções voltaram a se enfrentar na primeira fase da Copa das Confederações, que também foi disputada em território germânico - o jogo terminou empatado por 2 a 2.Apesar de possuírem dois títulos mundiais no currículo (1978 e 1986), os argentinos não se classificavam às quartas-de-final de um Mundial há oito anos. A última ocasião aconteceu na Copa da França, em 1998, quando o time dirigido por Daniel Passarella foi superado pela Holanda.Já os mexicanos foram eliminados pela quarta vez consecutiva nas oitavas-de-final da competição - o país só chegou às quartas em duas ocasiões: 1970 e 1986, quando organizou o Mundial nas duas ocasiões.A partidaOs mexicanos começaram a partida de forma surpreendente ao pressionar muito os argentinos. Tanto que, aos 5 minutos do minutos do primeiro tempo, o time dirigido por Ricardo Lavolpe - campeão mundial de 1978 pela Argentina - abriu o marcador. Em uma cobrança de falta na direita, Pardo alçou na área, Mario Méndez desviou e o zagueiro Rafa Márquez, sozinho, completou de carrinho para o fundo das redes.Mas a Argentina não se abateu e chegou ao empate quatro minutos depois. Num escanteio, Riquelme cruzou na pequena área e o atacante mexicano Jared Borgetti tentou tirar a bola de Hernán Crespo, mas mandou para a própria meta e fez contra. Mas o gol foi dado ao jogador sul-americano. Aos 22, os bicampeões mundiais perderam ótima oportunidade de virar a partida. Depois de boa jogada de Cambiasso, o volante da Inter de Milão deixou Crespo na cara do gol. O avante do Chelsea tentou encobrir o goleiro Sánchez, mas mandou para fora. Na seqüência, Borgetti quase se redimiu ao bater colocado, obrigando Abbondanzieri a fazer grande defesa.Nos acréscimos aconteceu um lance inusitado. Numa reposição de bola, Abbondanzieri tocou para Gabriel Heinze, que estava de costas. O zagueiro argentino não percebeu que o jogo havia sido recomeçado e perdeu a bola para Fonseca. Para evitar o gol, o defensor do Manchester United fez falta por trás. Os mexicanos pediram a expulsão do adversário, mas o juiz suíço Massimo Busacca errou ao dar apenas o cartão amarelo.Após o intervalo, o México voltou melhor e teve a primeira oportunidade da etapa complementar. Aos 9 minutos, Morales lançou Borgetti, que bateu à queima-roupa, mas o guarda-metas do Boca Juniores espalmou. A Argentina respondeu momentos depois. Riquelme fez boa jogada pelo meio e enfiou para Saviola, mas o atacante concluiu errado ao mandar em cima do goleiro Sánchez.O camisa 1 mexicano voltou a salvar aos 34, quando saiu nos pés de Tevez, que havia feito uma bela jogada individual. Nos acréscimos, a Argentina conseguiu marcar. Após lançamento de Riquelme, Aimar passou para Messi, que bateu para o gol. No entanto, o juiz suíço Massimo Busacca marcou impedimento duvidoso.Com o empate no tempo regulamentar, a partida foi para a prorrogação. E, logo aos 8 minutos, os argentinos viraram o jogo com um lindo gol de Maxi Rodríguez. Após um cruzamento de Sorín, o meia do Atlético de Madrid recebeu na entrada da área, matou no peito e bateu com efeito no ângulo direito de Sánchez para garantir a classificação.Ficha técnica:Argentina 2 x 1 MéxicoArgentina: Abbondanzieri; Scaloni, Ayala, Heinze e Sorín; Maxi Rodríguez, Mascherano, Cambiasso (Pablo Aimar) e Riquelme; Saviola (Messi) e Crespo (Tevez). Técnico: José Pekerman.México: Sánchez; Salcido, Rafa Márquez, Osório e Mario Méndez; Castro, Pardo (Torrado), Morales (Zinha) e Andrés Guardado (Pineda); Fonseca e Borgetti. Técnico: Ricardo Lavolpe.Gols: Rafa Márquez, aos 5, Crespo, aos 9 minutos do primeiro tempo; Maxi Rodríguez, aos 8 minutos do primeiro tempo da prorrogação Juiz: Massimo Busacca (SUI). Cartões amarelos: Heinze, Sorín, Rafa Márquez, Castro, Torrado e Fonseca. Local: Zentralstadion, em Leipzig (Alemanha)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.