Argentina pode jogar em Rosário pelas Eliminatórias

A seleção da Argentina pode transferir suas duas últimas partidas em casa nas Eliminatórias para a cidade de Rosário. O técnico Diego Maradona reclamou muito do gramado do Monumental de Nuñez, em Buenos Aires.

AE-AP, Agencia Estado

17 de junho de 2009 | 15h46

A Associação de Futebol da Argentina (AFA) já comunicou a Fifa sobre a possibilidade. Segundo o presidente da entidade, Julio Grondona, o estádio de Rosário - a cerca de 300 quilômetros de Buenos Aires - atende a todos os requisitos para receber as partidas.

Em seus dois últimos jogos em casa os argentinos terão pela frente o Brasil, no dia 5 de setembro, e o Peru, em 10 de outubro. A seleção tem outras duas partidas fora de casa, contra o Paraguai, no dia 8 de setembro, e o Uruguai, no dia 13 de outubro.

A situação da Argentina nas Eliminatórias é delicada. A seleção está em quarto lugar, com 22 pontos ganhos, atrás de Brasil (27), Chile (26) e Paraguai (24). O Equador, quinto colocado, soma 20 pontos.

Apenas os quatro primeiros colocados têm vaga certa na Copa do Mundo de 2010, na África do Sul. O quinto colocado disputa uma posição contra o quarto da zona da Concacaf, que inclui América do Norte, Central e Caribe.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.