Argentina sonha com Riquelme e Messi para bi olímpico

Técnico Batista espera que os jogadores possam defender o país na disputa dos Jogos de Pequim

REUTERS

18 de janeiro de 2008 | 13h38

A seleção argentina de futebol sonha ter este ano nos Jogos Olímpicos de Pequim a dupla Lionel Messi e Juan Román Riquelme à frente da equipe que tentará conquistar o bicampeoanto olímpico de forma consecutiva.  Com o jogador Sergio "Checho" Batista como técnico, a equipe fará seu primeiro teste em um amistoso contra a Guatemala no dia 6 de fevereiro, em Los Angeles, no Estados Unidos. Batista será o treinador da seleção olímpica no lugar de Alfio Basile, que estará trabalhando com a seleção principal nas eliminatórias da Copa do Mundo de 2010. O ex-volante, campeão do mundo com a Argentina em 1986 no México, sonha ter em Pequim os talentosos Messi e Riquelme, além de Sergio Aguero, entre outros jogadores que atuam em clubes europeus. "Para a partida com a Guatemala não vou chamar os jogadores dos clubes locais para não interferir no trabalho dos times para a Copa Libertadores", disse Batista a jornalistas. "Mas sonho ter Riquelme, Messi, Aguero, (Fernando) Gago e muitos outros para os Jogos", acrescentou Batista, que também desempenha o papel de coordenador das seleções de base da AFA. Batista deve definir a lista de convocados para a partida com a Guatemala antes de 22 de janeiro, data limite estabelecida pela Fifa. Mas segundo informou a AFA em seu site oficial "por enquanto não há nenhuma convocação e nem plano de trabalho". A Argentina conquistou em Atenas-2004 sua primeira medalha de ouro no futebol das Olimpíadas.

Tudo o que sabemos sobre:
Pequim 2008seleção argentina

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.