Argentina tenta justificar favoritismo diante do México

Os números da primeira fase mostram uma Argentina favorita para o jogo contra o México, neste sábado às 16 horas (horário de Brasília), em Leipzig. Uma constatação que não é aceita, pelo menos para o público externo, por nenhum dos treinadores. E nem pelos jogadores que estarão em campo. A negativa do favoritismo tem conceitos estratégicos diferentes. Jose Pekerman, técnico da Argentina, quer seus jogadores totalmente concentrados na partida. De preferência, esquecendo-se dos 6 a 0 sobre Sérvia e Montenegro, que colocou seu time como um dos favoritos ao título. ?Estamos muito mentalizados para o jogo. Todos sabem que não tem volta. Perdeu, está fora. E o México é um time muito bom.?Para Ricardo Lavolpe, dizer que a Argentina não é favorita é dizer que o México não a teme. E ele diz. ?Para mim, não é uma preocupação jogar contra a Argentina. Eles estão bem, mas nós temos capacidade fazer um jogo de igual para igual. Uma vitória contra eles pode mudar a mentalidade do futebol mexicano. Seria histórico para nós.?Ele confirmou a volta do artilheiro Jared Borgheti, mas não disse quem sai. E Borgheti mostra estar com o mesmo pensamento confiante do treinador. ?A defesa argentina está bem no campeonato, mas vamos ver na hora do jogo. Aí é que precisa estar bem. E não me importa a Argentina. Tenho confiança na minha equipe e no que podemos render.?Lavolpe garante que não fará marcação coletiva sobre Riquelme, mas pouca gente acredita. Pekerman acha que haverá. E que será feita por Torrado. E conta como pretende evitá-la. ?Ele precisa se movimentar bastante para buscar espaços. Atrair a marcação e permitir que os outros companheiros rendam mais.? Pekerman não deu o time. Disse que ainda espera pela improvável recuperação de Burdisso, vítima de um leve estiramento. Deve jogar Coloccini.Pekerman escalou Crespo e Saviola, o ataque titular, poupado no jogo contra a Holanda. E manda Tevez, juntamente com Messi, para o banco. Lá, estarão prontos para entrar e resolver um jogo que os mexicanos prometem tornar muito complicado.Quem perder , está fora. Para o México, seria uma decepção. Para a Argentina, um desastre. Afinal, é favorita. Por mais que todos tentem desmentir.Ficha técnicaArgentina x MéxicoArgentina: Roberto Abbondanzieri; Fabricio Coloccini, Roberto Ayala, Gabriel Heinze e Juan Pablo Sorín; Javier Mascherano, Esteban Cambiasso, Maxi Rodríguez e Juan Román Riquelme; Javier Saviola e Hernán Crespo. Técnico: José Pekerman.México: Oswaldo Sánchez; Mario Méndez, Ricardo Osorio, Rafael Márquez e Carlos Salcido; Omar Bravo, Gerardo Torrado, Pável Pardo e Gonzalo Pineda; Jared Borgetti e Francisco Fonseca. Técnico: Ricardo Lavolpe.Juiz: Massimo Busacca (SUI)Horário: 16 horas (de Brasília)Local: Zentralstadion, em Leipzig (Alemanha)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.